Posts

O primeiro passo ao dar início a um artigo para o Marketing de Conteúdo é verificar quem é a Persona. A Persona se trata de um método de segmentação ao qual o negócio quer atingir no mercado. É o cliente ideal entre aqueles que fazem parte do público-alvo. Aliás, a segmentação de mercado é uma maneira de conhecer o público e definir a estratégia de atuação.

Para criar a persona ou cliente ideal é necessário fazer uma combinação de dados reais e dados fictícios. É necessário usar as principais características, hábitos, interesses e gênero. Posteriormente, as diversas características que uma empresa reunir, afim de criar uma persona, poderá determinar não só uma, mas sim, um grupo de clientes ideais.

Ao criar uma persona, a empresa poderá entender de maneira mais clara quem é o cliente e as necessidades que esse cliente possui porque isso fará com que a empresa saiba como atingi-lo de forma direta e perfeita. Com a elaboração desta ferramenta e conhecendo melhor a persona há a possibilidade de aumentar a movimentação do site e, principalmente, obter sucesso com as estratégias de marketing, assim aumentando o número de vendas.

Elaborar um conteúdo bem escrito, com uma estrutura boa não é o bastante para se ter sucesso. A estratégia usada tem a intenção de produzir conteúdo certeiros e que atinjam as pessoas interessadas no produto, o que torna mais fácil o curso do trabalho.

Qual a diferença entre Público-Alvo e Persona?

O público-alvo age de forma mais abrangente, podendo haver vários grupos com diferentes segmentos. Todas as pessoas com possibilidade de se interessar pelo produto e serviço prestado se torna um potencial cliente. O público-alvo possui uma definição mais ampla, sem citar os hábitos específicos. Já a persona foca no detalhe que o público-alvo tem de especial. A definição é mais específica, fala detalhes sobre o trabalho e os hábitos. Ela busca o consumidor ideal.

Não deixe de acessar o nosso blog para receber dicas e conhecer mais sobre o mundo do Marketing.

Fonte: Idealmarketing, Klickpages

Imagem: Pexel

Se você costuma assistir alguns vídeos no Youtube, já deve ter esbarrado, vez ou outra, em um comercial antes de um vídeo ser reproduzido. Isso acontece porque o Google Ads é uma ferramenta desenvolvida para ajudar a colocar um anúncio para que a audiência de vários canais da plataforma tenha acesso à um produto ou serviço. Por isso, no post de hoje lhe explicaremos um pouco sobre essa ferramenta que pode ajudar na divulgação da sua marca. Confira!

Primeiramente, precisamos definir o que é esse sistema. Essa é uma ferramenta que está inserida na plataforma do Google Adwords, o sistema de anúncios da Google. Nesse sistema é possível alterar, acompanhar e até mesmo mudar o orçamento de sua campanha. Entretanto, a única diferença entre as duas ferramentas é que quando se usa o Ads, os anúncios divulgados serão vídeos.

Agora, falaremos um pouco a respeito do funcionamento dessa ferramenta. Continue lendo o texto para se informar.

Como anunciar no Youtube Ads

Antes de qualquer coisa, é preciso possuir uma conta no Youtube. Nela você fará o upload do vídeo, o seu anúncio. Para montar seu comercial, você precisará do URL desse vídeo. A própria plataforma de criação de anúncios lhe dará as instruções, passo a passo, para a criação dessa propaganda.

O próximo passo envolve escolher para onde esse anúncio será direcionado afim de alcançar seu público. Ele pode levar as pessoas à clicarem no anúncio e serem redirecionadas para o seu canal, para o website da sua loja ou blog. Porém, a decisão depende da sua estratégia e dos objetivos que você deseja alcançar com esse comercial.

Para quem direcionar o anúncio

Quando seu anúncio tiver formato de vídeo, você poderá escolher para que público ele será direcionado. Por isso, nesse momento, é fundamental que você tenha conhecimento a respeito de quem deseja atingir. Com essa ferramenta você poderá selecionar direcionamentos gerais como a idade e o gênero de seus espectadores. Ademais, poderá também selecionar direcionamentos mais específicos como interesses e atividades na web.

Portanto, para ter um anúncio efetivo você deve saber para quem você deseja entregar a mensagem daquele vídeo.

Como medir resultados do anúncio

O próprio Youtube possui um analytics próprio. Nele você pode checar o desempenho do anúncio. Pode, também, acompanhar dados detalhados dele na sua conta do Google AdWords. Assim, você acessa os números de visualizações e quantas dessas visualizações foram convertidas em cliques.

De posse dessas informações você saberá se aquele anúncio atingiu seus objetivos e se o orçamento para ele destinado foi suficiente para atingir a quantidade de pessoas que você pretendia atingir.

Analisar as métricas em seu negócio é importante para a estipulação de novas metas.

Conheça a Marketing 365 e os serviços dela, que podem te posicionar melhor frente ao mercado.

Acesse nosso blog e fique por dentro de conteúdos sobre marketing!

Fonte: playdeprata

Imagem: pexels

A internet pode ser (e é) uma grande amiga da empresa. Atualmente, praticamente todos os setores empresariais estão investindo nesse universo online. Isso porque, veem nele a possibilidade de se posicionar melhor frente ao público alvo. Por esse motivo, é importante que uma empresa esteja no mundo online. Para que o seu negócio se expanda e conquiste novos clientes, você precisa da ajuda de um profissional.

A ajuda de um profissional é super válida nesse momento visto que redes sociais, sites e blogs coorporativos precisam de atenção, já que são o canal que liga a empresa ao cliente. A ajuda de um profissional pode evitar alguns deslizes nesse percurso.

As agências de marketing se responsabilizam pelo conteúdo gerado e divulgado nas redes sociais. É de suma importância contar com esses serviços. Com elas, o seu sucesso e o sucesso de sua marca é garantido.

A Marketing 365 tem competência quando o assunto é marketing digital. Por isso, não perca tempo e conheça nossos serviços!

Acesse diariamente o nosso blog e tenha acesso aos nossos conteúdos!

Fonte: cicloagenciadigital

Imagem: freepik

O mercado de marketing está crescendo cada vez mais. Essa área está ganhando cada vez mais destaque, mas você sabe qual é a importância do profissional de marketing para a sua empresa?

Neste post, esclareceremos algumas das principais vantagens de se ter um profissional de marketing trabalhando com a sua empresa.

Primeiramente, você sabe o que um profissional de marketing faz? Bom, o principal objetivo desse profissional é aumentar a venda do seu negócio. Então, só isso já é um excelente motivo para efetuar a contratação de um mercadólogo, não é mesmo?

Um marketeiro utiliza de diversas estratégias para atrair e fidelizar um cliente. No entanto, essa não é o único benefício que ele pode oferecer para a sua empresa. Confira 03 motivos para você contratar um profissional dessa área para a sua empresa.

Estudo dos concorrentes

Para que você se destaque no mercado é necessário conhecer os seus concorrentes. Saber o que as outras empresas do seu ramo estão fazendo é importante para você conseguir identificar o que pode ser feito para se destacar no mercado.

Aproximação com o cliente

Ter um relacionamento próximo com o seu cliente é o passo mais importante para fideliza-lo. Mas como fazer isso? É preciso conhecer o seu público alvo, seus hábitos, gostos e suas demandas. Dessa forma é possível que você se aproxime cada vez mais daquilo que ele precisa, até se tornar indispensável!

Identidade

Como sua empresa é lembrada? Qual é a visão que os seus clientes tem dela? O marketing é responsável por elaborar toda a identidade da sua empresa, fazendo com que ela seja lembrada de forma positiva pelos seus clientes. Ademais, humanizar a empresa é uma forma de se aproximar do seu publico, e os profissionais dessa área fazem isso muito bem!

Continue acessando o nosso blog para ficar por dentro do mundo do marketing!

Fontes: clicloagenciadigital, vhsys

Imagem: Google

Apesar de muitos pensarem o contrario, Publicidade e Marketing não são sinônimos. Apesar de ser extremamente benéfico para o seu negócio, utilizar as duas áreas em conjunto em sua estratégia de vendas. Talvez, um dos motivos para que aja confusão seja justamente esse, o fato de ambas se fundirem para traçar uma estratégia empresarial. Mas apesar disso, existem algumas diferenças específicas que diferenciam essas duas áreas.

Se você tem alguma dúvida entre essas duas áreas de atuação, esse post pode te ajudar a solucionar esse problema. Descubra exatamente o que são essas áreas e as suas diferenças:

Marketing

Primeiramente, o marketing utiliza diversas estratégias, para que as empresas alcancem as metas estipuladas. Essa é a maior diferença entre as duas áreas.

Os profissionais de marketing se envolvem em atividades como logística e distribuição, canais de venda, posicionamento estratégico e gestão de preço. Além disso, é exigido conhecimentos acerca de seus concorrentes, público atingido, mercado de atuação da empresa, valores, etc.

Nos cursos de marketing, o foco é são as áreas de vendas, empreendedorismo, gestão de negócios, entre outras.

E o marketing se diferencia da publicidade, por tratar-se de algo que necessita de mais planejamento.

Publicidade

Enquanto o marketing lida mais com as estratégias, que visam alcançar os objetivos da empresa. A publicidade é umas das formas que os profissionais utilizam, para executar o planejamento realizado pelo profissional de marketing. Ela é indicada para aqueles que tem uma grande criatividade ou até mesmo, um lado mais artístico.

A publicidade é a responsável pela criação, das centenas de anúncios que vemos todos os dias, nos mais diversos meios de comunicação. É ela que estabelece o contato direto com os clientes. Um profissional de publicidade deve estar mais atento, a forma como as pessoas pensam e agem, para assim poder se comunicar melhor com o seu público alvo.

Agora você não vai mais se confundir! Continue acessando o blog para se informar cada vez mais.

Fonte: educamaisbrasil, guiadoestudante

Imagem: Google

O modelo AIDA tem como foco o comportamento dos consumidores e se fundamenta na ideia que todo consumidor passa por um ciclo, até a compra dos produtos.

Esse ciclo é conhecido como a jornada do comprador, que começa quando o consumidor tem o primeiro contato a marca e termina na tomada de decisão, no caso, se fará ou não a compra.

Em suma, o método AIDA leva em consideração os pensamentos do consumidor. Além de dar atenção ao que o cliente necessita ou deseja, e a partir dai ele propõe etapas que visam gerar leads e fechar vendas.

As quatro etapas do modelo AIDA

O nome AIDA é um acrônimo formado pelo conjunto das iniciais (em inglês) das etapas principais da jornada de compra. Sendo elas: Attention (Atenção), Interest (Interesse), Desire (Desejo) e Action (Ação).

Ao criar uma estratégia de marketing que possua todos os pontos citados, você terá mais chances de obter sucesso e transformar completos desconhecidos em clientes fieis.

A etapa da atenção

Essa etapa serve para apresentar  o seu produto ou serviço, e a solução que eles oferecem ao consumidor. Mas não se engane, só isso não é suficiente para atrair a atenção do seu público.

Pois, além da sua marca exitem diversas outras que oferecem serviços semelhantes.

Essa é a hora de inovar e fazer algo realmente diferente! Ao invés de apenas mostrar o seu produto, você deve passar a sua mensagem de forma criativa. A fim de atrair de fato o olhar dos clientes.

A etapa do interesse

Após conseguir a atenção do seu consumidor, você precisa despertar o interesse dele em relação ao que você tem a oferecer. Porém, caso o seu produto ou serviço não sejam muito interessantes isso pode se tornar um desafio.

Nessa etapa o seu consumidor já está inclinado a conhecer seus serviços, porém ele ainda precisa passar por um processo antes de entrar na tomada de decisão e chegar a compra.

Por esse motivo, você deve mante-lo envolvido com suas ações de marketing, e a partir dai ir o conduzindo compra. Esse é o momento de mostrar os pontos fortes da sua marca e se fazer relevante.

A etapa do desejo

Essa é a parte do processo que, o consumidor deixa de apenas gostar do seu produto e passa a querer adquiri-lo. Nessa etapa os consumidores costumam comparar preços.

Ou seja, o cliente identificou que precisa do produto, ele quer compra-lo, conhece sua marca. Entretanto, ele quer verificar outras opções que existam no mercado.

Então, o seu trabalho nesse momento é mostrar para o consumidor, o que ele ganha ao optar pela sua marca. Sendo assim, deixe claro o que o seu produto tem de melhor e agregue valor a sua marca.

A etapa da ação

Por fim, temos a etapa da ação que finaliza o modelo de AIDA e é o momento de transformar o desejo do consumidor em resultado. Aqui o resultado dependerá do seu objetivo, pode ser uma assinatura, uma compra, etc.

Uma estratégia boa pra utilizar nesse ponto é criar um senso de urgência, dando um empurrãozinho para que o cliente feche o ciclo da aquisição.

Ademais, tente colocar esse modelo em prática para ver a mudança nos seus resultados.

Não deixe de acompanhar o blog para mais conteúdo como esse!

Fonte: neilpatel

Imagem: Google

 

Os gatilhos mentais são impulsos recebidos no cérebro que direcionam as tomadas de decisões. Por isso, estimulá-los pode melhorar o resultado de suas vendas.

Todos os dias nós tomamos uma série de decisões sobre tudo, que vão desde escolher o que comer, até fazer uma caminhada, escolher o que vestir ou ler um livro, por exemplo.

Aliás, tudo aquilo que optamos por não fazer no nosso dia, também é considerado uma tomada de decisão.

É valido lembrar que, todas as decisões que tomamos, são baseadas em alguns aspectos. Podendo ser, aspectos internos ou externos, relacionados a cultura, expectativa, humor e etc. Tudo isso desperta no nosso cérebro uma espécie de click, que nós faz escolher entre uma coisa ou outra.

É obvio, que decisões também são diretamente ligadas ao consumo. Desse modo, entender os critérios que um individuo estabelece para tomar uma decisão, é importante para otimizar as vendas.

O que são gatilhos mentais

Os gatilhos mentais são as decisões, tomadas pelo nosso cérebro quando ele está no “piloto automático”.

Ou seja, ele filtra as decisões para estabelecer quais são importantes, e de fato merecem mais atenção. E quais ele pode realizar da forma como foi “ensinado” a fazer.

Pense, por exemplo, quando você está muito cansado mentalmente, quando tem um dia estressante, ou algo do tipo. As ações que você realiza começam a acontecer de forma automática, sem pensar muito a respeito e quando você se dá conta, já executou as tarefas e nem se deu conta.

Um exemplo mais claro é quando você lava os pratos, a decisão de iniciar a tarefa é feita de forma consciente, porém ao decorrer do processo a ação se torna automática, sem que você se quer pense a respeito.

Sendo assim, podemos dizer que os gatilhos mentais são facilitadores do nosso cérebro, o poupando de gastar muita energia em tarefas que ele já saber conduzir, sem perder muito tempo pensando a respeito do assunto.

Exemplo de gatilho mental aplicado no marketing

Escassez: No nosso inconsciente, associamos o valor de um objeto a dificuldade de encontrá-lo. Ou seja, quanto mais raro for um produto, maior valor ele terá. Esse gatilho é aplicado quando uma marca lança um produto em um lote com poucas unidades, ou quando um evento é realizado, com uma quantidade limitada de convidados.

O que ocorre é que, a exclusividade do item ou do evento, aumenta o valor agregado a ele. Outro exemplo é quando, uma marca lança uma variação de um produto em uma quantidade limitada.

Vale lembrar que, para que o consumidor não se sinta enganado, é importante que as informações divulgadas sejam verdadeiras.

Sendo assim, é necessário fazer uma análise, para estabelecer se é mesmo benéfico disponibilizar o item com uma quantidade limite.

Existem diversos gatilhos mentais que podem ser utilizados no marketing e agora que você conhece a importância deles, não deixe de aplicá-los para melhorar sua estratégia!

Continue acessando o blog diariamente para mais dicas nessa área.

Fonte: rockcontent

Imagem: Google

O link na bio do Instagram, é uma boa ferramenta para quem possui uma conta comercial. Ele pode ser usado para atrair os seguidores a conhecer seus serviços. E se utilizado da maneira correta, será muito eficaz para aumentar a visibilidade da sua empresa ou serviços.

Porque usar o link na bio do Instagram

Um Instagram com muitos seguidores é ótimo para o seu negócio. Porém, não é garantia de que esses usuários conheçam a fundo os seus serviços e se tornem clientes. Por esse motivo, um bom link na bio pode ser crucial para alavancar a sua empresa.

Através do direcionamento desse link, o usuário poderá ser levado a qualquer tipo de página. Desde um blog, a uma loja virtual ou um site próprio.

Entretanto, essa é uma oportunidade unica! Caso o usuário não se interesse conteúdo do site para qual ele foi levado, você poderá perder um possível cliente. Desse modo, é necessário que o link da bio seja escolhido com cautela.

Mas o que é o “link na bio”?

O link na bio do Instagram, nada mais é do que adicionar um link a sua biografia da rede social.

Em primeiro lugar ao editar o seu perfil, você irá notar que tem um campo destinado a um site. Esse campo é o local onde o link da bio é colocado para aparecer na biografia do Instagram.

Após adicionar o link na sua bio é só divulgar que as pessoas começaram a clicar. Para isso, você pode usar as fotos, as legendas ou os stores para chamar os seguidores a conferir o link.

Em suma, quanto mais você divulgar o link na sua bio, maior será a chance dos seus seguidores clicarem. Então coloque em todas as legendas algo como “Acesse o link na bio” e aumente a chances de receber cliques.

Sendo assim, coloque essa tática em prática e veja sua empresa ganhar mais visibilidade no mercado.

Continue acessando o blog para mais dicas de marketing!

Fonte: UOL

Imagem: Google

Primeiramente, há alguns anos,o conteúdo audiovisual vem se tornando uma ferramenta importante, para o avanço de redes sociais. Um vídeo de ótima produção que ontem grandes formas de entretenimento. Eles conseguem chegar e ao topo de seu público alvo de uma maneira mais rápida pela qualidade do conteúdo.

Além do mais, há transições entre os aplicativos e sites mais usados com esse tipo de conteúdo. Porém, Não ha duvidas que o Youtube segue com o primeiro lugar em reprodução de videos. Os ademais sites, muitas vezes não são nem lembrados pelos usuários. E da mesma forma muitos sites não tem nem chances de competirem contra o youtube. Além disso por ações do youtube, muitos influenciadores que fazem parte desse site, migram para outros.

Além do mais esses personagens que são a fonte de renda do site, ou que criam conteúdo migram para outros sites. Pois atualmente o Youtube, tem exigido de mais por direitos autorais de musicas. E atualmente os Youtubers saem desse site por serem muito cobrados por seus videos. Fazendo assim que outros sites como Tweeter, Facebook e até mesmo o Instagram estão ganhando mais influenciadores. Fazendo com que o público do youtube caia mesmo que sem querer.

Leia mais marketing365

Fonte: Tendencia marketing

Imagem: Google

Uma das profissões do futuro e que já está acontecendo é o especialista em Marketing Digital. Dessa forma, há diversas ferramentas úteis nesse processo e que você precisa aprender.

Como se sabe, o marketing digital é responsável por promover produtos ou serviços pela utilização de canais de distribuição eletrônicos. Contudo, esse processo precisa ser de forma relevante, personalizada e com eficiência. Ou seja, é um conjunto de ações estratégicas para atrair o seu público na internet.

Sendo assim, nesse processo algumas ferramentas são essenciais. Veja a seguir 3 ferramentas essenciais para Marketing Digital:

  1. Ferramentas de SEO;
  2. Ferramentas de análise de resultados, como o Google Analytics, por exemplo;
  3. Ferramentas de design, como o canva ou serviços adobe.

Gostou das dicas? Coloque-as em prática e continue acompanhando o blog que está sempre com muita novidade!

Fonte(s): adoravelnegociodigital, Pinterest

Imagem: Google