Posts

A digitalização cada vez maior de processos em diversas áreas do mercado já não é mais novidade para ninguém.

A cada dia que passa, então, se torna mais necessário entender o funcionamento de diferentes plataformas.

E é por isso que é essencial que você entenda o funcionamento dos algoritmos em redes sociais e ferramentas de automação.

Isso fará com que fique mais fácil traçar estratégias para otimizar as ações de marketing da sua empresa de acordo com os algoritmos de cada plataforma e, com isso, impulsionar resultados.

Foi por isso que preparamos esse artigo.

Que tal conferir?

O que são algoritmos?

Para entender a relação entre algoritmos e o marketing é necessário, claro, saber o que são os algoritmos.

Um algoritmo é uma sequência finita de ações executáveis a partir de determinados códigos e comandos.

Aqui vai um exemplo para explicar melhor:

Imagine que, ao entrar em um site, você se depare com uma aba perguntando se você tem interesse em assinar uma newsletter.

Dentro dessa aba, ainda, é possível clicar nas opções ‘sim’ e ‘não’ para responder a pergunta.

Ao clicar em ‘sim’ você é redirecionado para uma página de cadastro de dados para recebimento da newsletter.

Ao clicar em ‘não’ a aba simplesmente some e você pode continuar navegando pelo site.

O algoritmo por trás desse sistema é o responsável pelo redirecionamento para a página de cadastro ou simplesmente pelo fechamento da aba dependendo da opção escolhida por cada usuário.

Qual é a relação entre os algoritmos e as redes sociais?

Agora que sabemos como funcionam os algoritmos é necessário entender a relação entre eles e as redes sociais.

Essa relação é fundamental para compreender como os conteúdos publicados em cada plataforma são distribuídos para os usuários.

Vamos tomar o Facebook como exemplo.

Se alguém tem costume de curtir e acompanhar diversas páginas que fazem postagens e abordam temas políticos, o Facebook entende que esse conteúdo agrada a pessoa e, portanto, passa a mostrar cada vez mais conteúdos daquele tipo.

O mesmo se aplica para plataformas como o Instagram e o Twitter.

O YouTube, por sua vez, além de oferecer conteúdos baseado nas atividades recentes de cada usuário, também utiliza das opções gostei não gostei para entender as preferências de cada um.

Se você costuma clicar em gostei em conteúdos esportivos, por exemplo, a tendência é que cada vez mais esse conteúdo apareça para você.

E onde o marketing digital entra nessa história?

O marketing digital é, como sabemos, um conjunto de estratégias e ações que visam a obtenção de resultados de engajamento e prospecção de clientes em ambientes virtuais.

Por isso, então, é importante entender como funciona a distribuição de conteúdo em cada uma dessas plataformas.

Além disso, os algoritmos também são os responsáveis pelo ranqueamento das páginas do Google.

Isso significa que, após analisar diversos fatores em uma publicação feita em um blog, por exemplo, o algoritmo é quem determina se essa publicação estará nas primeiras posições do do Google ou não.

O Google, como todos sabem, é a maior vitrine de toda a internet e, por isso, é crucial trabalhar para posicionar conteúdos nas primeiras colocações da primeira página, já que isso fará com que mais pessoas tenham acesso àquela publicação.

Esperamos que esse artigo tenha te ajudado a entender um pouco mais sobre o funcionamento dos algoritmos e sua importância para o marketing digital.

E aí, o que achou?

 

 

 

Ingressar no mundo do empreendedorismo é um desafio que demanda muita visão, responsabilidade, tempo e estratégia.

Apesar de parecer assustador no começo, a verdade é que todas essas etapas podem ser facilitadas caso sejam estudadas e planejadas de maneira adequada, incluindo a parte de comunicação.

A comunicação de uma empresa é um dos principais fatores responsáveis pelo seu sucesso com o público e, consequentemente, seus resultados.

Ao construir uma identidade de marca que esteja relacionada à excelência e credibilidade, por exemplo, você dá ao seu negócio a oportunidade de reter e fidelizar clientes.

E foi com isso em mente que resolvemos preparar um artigo com tudo que você precisa saber sobre a relação entre o planejamento de comunicação e os resultados da sua marca.

Que tal conferir?

O que é planejamento de comunicação?

Comecemos pelo básico.

O planejamento de comunicação é a elaboração de uma estratégia de criação de identidade de marca e abordagem com os consumidores, baseada na análise comportamental do público-alvo, proposta e valores da marca e tendências do mercado de atuação.

Isso possibilita que você entenda exatamente qual é a melhor maneira de transmitir ideias e conteúdos para os consumidores do seu negócio a fim de tornar a experiência deles com a marca a mais positiva possível.

É através desse planejamento que você definirá uma série de aspectos importantes para a construção da comunicação do seu negócio como, por exemplo:

  • Traçar o perfil comportamental do seu público-alvo de acordo com uma série de informações;
  • Entender quais são as melhores plataformas para a transmissão de conteúdos para esse público-alvo;
  • Entender como o público enxerga a empresa e traçar estratégias para direcionar a percepção da marca de maneira positiva.

A realização de um planejamento que se adeque a esses pontos importantes é essencial para que a sua empresa possa usufruir dos benefícios do planejamento de comunicação.

E quais são esses benefícios?

  • Eficiência nos processos de comunicação

Um planejamento de comunicação permite que a sua empresa não perca tempo e recursos com uma estratégia de comunicação ineficaz e que não gera retorno financeiro.

Além disso a comunicação direta com o cliente se torna mais ágil em todos os aspectos, desde a prospecção até o atendimento pessoal.

  • Construção de uma identidade para a marca

Se a sua marca adota uma linguagem mais informal e pessoal com os clientes em campanhas de marketing e publicidade, por exemplo, a tendência é que essa se torne a identidade da empresa.

Isso significa que as pessoas vão lembrar do seu empreendimento, na maioria das vezes, por essa característica marcante.

Sabendo disso, torna-se indispensável a construção de uma identidade de marca que seja compatível com os valores e objetivos reais da empresa.

Isso fará com que você atraia o público correto e, com isso, consiga aumentar cada vez mais os resultados.

  • Definição mais clara de objetivos

É importante ressaltar que o planejamento de comunicação não serve apenas para traçar uma estratégia de comunicação com o público, mas também com os próprios funcionários da empresa.

Isso fará com que eles entendam mais facilmente quais são os objetivos da marca e, com isso, tenham consciência do que é esperado deles durante cada processo.

Não precisamos nem dizer, é claro, que isso faz com que cada colaborador seja mais produtivo acabe gerando uma contribuição maior para o seu negócio.

Esses são os motivos que tornam o planejamento de comunicação tão importante para o sucesso de qualquer empresa.

E aí, o que você está esperando para investir em um planejamento de comunicação empresarial para o seu negócio?

 

 

 

 

 

É cada vez mais comum ouvir falar sobre automação quando discutimos sobre marketing digital e inovação corporativa.

A cada dia que passa as empresas investem mais em estratégias e ações que visam aumentar taxas de prospecção, engajamento, retenção e fidelização de consumidores, afinal, isso gera cada vez mais vendas e, consequentemente, resultados.

E é por isso que a automação de processos de marketing tem se tornado um tópico tão relevante, já que ela ajuda a conquistar todos esses pilares do marketing digital.

Assim como em qualquer outro mercado a tecnologia serve para auxiliar e otimizar processos visando a melhor execução possível de cada um deles e, portanto, no marketing, não teria porque ser diferente.

Pensando nisso, preparamos um artigo destacando a importância das ferramentas de automação para o marketing digital.

Que tal conferir?

O que é uma ferramenta de automação?

Uma ferramenta de automação é uma tecnologia que auxilia e otimiza todo o processo de comunicação entre os clientes e uma marca, desde o primeiro contato até depois da compra.

Além de eliminarem as chances de erros humanos que custariam leads e, consequentemente, vendas, as ferramentas de automação proporcionam uma experiência de usuário muito mais objetiva e agradável, agregando valor à empresa e, dessa maneira, produzindo melhores resultados.

E qual é, afinal, a importância da automação para o marketing?

A automação de processos de marketing gera um série de benefícios notáveis para empresas de qualquer mercado, tais como:

  • Geração de leads

O benefício mais básico que notamos ao utilizar uma ferramenta de automação é o aumento da geração de leads.

Isso acontece porque ao investir em automação e na criação de uma landing page, por exemplo, é possível entender melhor os perfis de consumidores que trafegam pelas plataformas da empresa e otimizar os esforços para que esse público seja convertido em uma futura venda.

  • Oportunidades de vendas

Ao atrair um lead é necessário entender em que fase do funil de vendas ele se encontra e analisar se ele está pronto para efetuar uma compra.

Ferramentas de automação de marketing facilitam esse processo, já que direcionam os leads até o fim do funil de vendas e trabalham automaticamente a fim de transformá-los em oportunidades de vendas.

Isso é feito através de uma série de ações automatizadas que visam, de maneira objetiva e eficiente, preparar os consumidores o mais rápido possível para efetuar uma compra.

  • Diminuição do ciclo de vendas

Como citado anteriormente as ferramentas de marketing trabalham para preparar os clientes o mais rápido possível para efetuar uma compra.

Isso significa, na maioria das vezes, uma diminuição no ciclo de vendas que faz com que menos tempo e recursos sejam gastos com cada consumidor.

Ou seja, o cliente fica pronto para efetuar uma compra mais rápido e, com isso, possibilita que a empresa possa investir esse tempo e recurso em outras áreas.

Sendo assim, as vendas da empresa aumentam cada vez mais e, como consequência, os resultados também.

E é por isso que a automação de marketing é tão indispensável para qualquer empresa nos dias atuais.

E você, já investiu em automação para o seu negócio?

Aqui na Marketing 365 oferecemos todo o suporte que você precisa para automatizar processos da sua empresa e, com isso, gerar melhores resultados.

Entre em contato com a gente!

 

 

Não é segredo para ninguém que as emoções influenciam diversos aspectos das nossas vidas.

O que as pessoas não percebem, no entanto, é que essas emoções também são determinantes em ações profissionais.

O marketing, por, exemplo, é um grande influenciado – ou influenciador – das emoções.

Se alguém se sente feliz, por exemplo, é mais provável que faça uma compra.

A tristeza, por sua vez, não é uma incentivadora de consumo.

E é por isso que preparamos um artigo explicando tudo o que você precisa saber sobre a relação entre as emoções e o marketing.

Que tal conferir?

O efeito das emoções 

As emoções são geradas a partir de qualquer interação com pessoas, objetos e até mesmo conteúdos em redes sociais.

Isso significa que o nosso cérebro libera hormônios que geram determinadas emoções de acordo com o tipo de interação que temos.

Essas emoções são responsáveis por alterar nossa disposição mental, física e até mesmo o tipo de reação que temos ao nos depararmos com determinadas informações.

Sendo assim, se torna fácil entender que as emoções têm uma relação direta com as marcas que consumimos.

E quais são as principais emoções que podem ser aproveitadas pelo marketing?

  • Felicidade

Ao contrário do que muitos pensam, os conteúdos polêmicos e que geram indignação não são os mais compartilhados em redes sociais.

Os detentores desse título são os conteúdos de abordagens positivas que geram felicidade e alegria nos usuários.

Isso significa que as marcas que conseguem transmitir e gerar estes sentimentos positivos em seus consumidores sairá na frente na busca pela fidelização de clientes e identificação com a marca.

  • Medo

Apesar do medo ser uma emoção negativa e, portanto, não gerar as sensações de otimismo e alegria de conteúdos mais positivos, ainda é possível aproveitá-lo para gerar leads.

O FOMO (fear of missing out ou medo de ficar de fora) é uma emoção bastante conhecida por profissionais de diversas áreas e pode ser utilizado para capitalizar de maneira positiva sobre uma espécie de ‘medo’ das pessoas.

Ao convencer um consumidor de que uma promoção é imperdível, por exemplo, você faz com que ele tenha medo de perder essa oportunidade e, por isso, adquira o produto ou serviço em promoção.

Qual é a função, então, das emoções no marketing?

Por mais que informar sobre produtos, serviços e curiosidades seja uma maneira eficaz de engajar o público com a empresa, às vezes isso não é o suficiente.

É nessas horas que as emoções se tornam valiosas para estimular as pessoas através de sensações e do storytelling.

Isso fará com que o apelo pela interação do público seja sentido de maneira maior e, consequentemente, trará mais engajamento.

Por mais que um produto, serviço ou conteúdo seja útil e valioso, muitas vezes é necessário utilizar de emoções para fazer com que consumidores se sintam mais enérgicos em relação ao que lhes foi oferecido.

Ou seja, as emoções fazem com que o público reaja de maneira positiva e tome ações a favor da sua marca.

Isso faz com que o engajamento seja cada vez maior e, consequentemente, os resultados também.

E aí, entendeu a importância das emoções para o marketing?

 

 

 

 

As estratégias e ações de marketing digital têm ganhado cada vez mais espaço em empresas dos mais diversos setores.

Isso porque, em meio a digitalização dos meios de comunicação, promover a marca em ambientes digitais se tornou indispensável para a obtenção de resultados expressivos.

Por ser algo tão abrangente, o marketing digital acaba se dividindo em várias vertentes, como o marketing de conteúdo, inbound marketing e outras.

Pensando nisso, preparamos um artigo para que você conheça mais uma das vertentes do marketing digital: o growth marketing.

O que é growth marketing?

O growth marketing (marketing de crescimento) é um tipo de marketing que busca atrair um público mais engajado e que interaja mais com um produto, serviço ou marca.

Enquanto as estratégias de marketing, no geral, buscar diversos tipos de públicos para, posteriormente, inserí-los no funil de vendas, o growth marketing visa atrair pessoas que já possuem um certo grau de interação com o funil de vendas e já estejam mais predispostas a efetuar uma compra.

Dessa maneira, o crescimento de um negócio tende a ser mais rápido e e eficaz.

É por isso que a utilização de técnicas de growth marketing é tão comum em startups, já essas empresas precisam crescer o mais rápido possível.

Além disso, outro grande foco do growth marketing é a retensão de público, já que esse é um dos fatores cruciais para o crescimento de uma marca.

Características do growth marketing

Por se diferenciar do marketing tradicional, o funil de vendas caracterizado pelo marketing de crescimento é bastante peculiar.

Isso porque, ao invés de seguir um fluxo natural de etapas, o funil de vendas do growth marketing proporciona uma jornada mais incerta e disruptiva ao consumidor.

As etapas do funil de vendas do growth marketing são as seguintes:

Aquisição: é quando o público descobre sua marca ou serviço.

Ativação: nessa etapa a empresa tenta fazer com que o consumidor use o produto que comprou o mais rápido possível, gerando satisfação.

Retenção: a empresa tenta manter o máximo de consumidores ativos e engajados com a marca. Para isso, são utilizadas medidas de retenção com o intuito de aumentar a frequência de uso dos clientes.

Receita: essa etapa é voltada para a potencialização da renda gerada pelos clientes através de diferentes técnicas, como o upselling, por exemplo.

Indicação: como o nome indica, o objetivo dessa etapa é fazer com que o maior número de clientes possível indique o serviço ou produto para amigos, familiares e conhecidos.

Como fica visível, o funil de vendas do marketing de crescimento funciona com a finalidade de manter os clientes ativos, engajados e indicando a marca.

É dessa maneira que o growth marketing promove o crescimento de uma empresa e é por isso que ele é indicado para empresas mais inovadores e que buscam o crescimento rápido.

E você, o que está esperando para implementar o growth marketing no seu negócio?

Aqui na Marketing 365 oferecemos todas as soluções de marketing que a sua marca precisa para potencializar seus resultados!

Por ser cada vez mais indispensável no mundo corporativo, o marketing digital vem levando cada vez mais resultados à empresas de diversos mercados. Seja atraindo mais público ou fidelizando clientes já existentes, é inegável o impacto positivo que a utilização de estratégias de marketing digital causa em qualquer tipo de empresa.

É seguro afirmar, inclusive, que praticamente todas as empresas de grande porte no Brasil e no mundo já aderiram ao marketing digital.

Ou seja, independentemente da sua empresa ser pequena ou enorme, os resultados com o marketing digital é garantido.

Pensando nisso, separamos duas empresas mundialmente reconhecidas que fazem o uso constante de ações de marketing digital. Seja para conversar com seu público, criar uma identidade para a marca ou até mesmo atrair novos clientes, essas marcas são exemplos de um marketing digital bem feito.

Que tal conferir?

Heineken

Para muitos, a Heineken é considerada a cerveja mais popular do mundo. Conhecida em todos os seis continentes, a cerveja holandesa faz sucesso e ganha legiões de clientes fiéis por onde passa.

O que muita gente não sabe é que grande parte desse sucesso estrondoso da Heineken é fruto de uma equipe de marketing brilhante responsável pelas inúmeras ações virais feitas pela marca.

Já parou para pensar que algumas marcas têm propagandas tão boas que acabam virando assunto? A Heineken é uma dessas marcas! Seja na faculdade, no trabalho ou entre amigos, sempre acabamos perguntando ‘e aí, viu a nova propaganda da Heineken?’

Em 2018, por exemplo, a Heineken veiculou um curta no Instagram que ultrapassou os 130 mil compartilhamento e mais de 325 mil interações em pouquíssimo tempo. Na ocasião, a campanha abordava a liberdade de pensamento e botava frente a frente pensamentos opostos.

Domino’s

A pizzaria americana faz sucesso e é reconhecida mundialmente pela qualidade de suas pizzas. Outro ponto que se destaca, no entanto, é a criatividade das campanhas de marketing da empresa.

Uma das campanhas mais famosas da pizzaria, por exemplo, foi a ‘Domino’s AnyWare’, que faz um trocadilho com as palavras anywhere e hardware, dando a entender que seria possível pedir uma pizza através de qualquer aparelho eletrônico. E foi isso mesmo que eles fizeram!

Na ocasião, as pessoas puderam pedir pizzas através de dispositivos como o Google Home, Alexa, Smart Watches, Smart TVs e até mesmo centrais multimídia dos carros. Bastava ter qualquer aparelho com acesso à internet para conseguir fazer um pedido!

A sacada foi ótima para mostrar que o marketing digital vai além de anúncios e propagandas e pode, efetivamente, se transformar em ações que beneficiam tanto a empresa quanto o público.

Isso serve para mostrar que a criatividade associada a uma boa gestão de marketing gera resultados imensuráveis para qualquer negócio.

Se essas empresas estão onde estão hoje é porque conseguiram, ao longo dos anos, inovar seu pensamento de marketing digital e continuar engajando o público.

E aí, o que você está esperando para fazer o mesmo?

 

Com o fim de ano chegando, é hora de repensar estratégias e campanhas feitas em 2020 para aprimorá-las e alavancar os resultados da sua empresa em 2021. Pensando nisso, separamos uma lista de seis livros sobre marketing que vão te colocar na direção certa para fazer sua empresa crescer mais do que nunca no próximo ano.

Vamos lá?

  1. Contágio. Por que as coisas pegam – Jonah Berger: nesse livro o professor de marketing de Wharton, Jonah Berger, ensina sobre os princípios da viralização e como fazer uma transmissão social orgânica. A obra vai te mostrar que os anúncios a moda antiga já não são mais tão eficazes nos dias atuais.
  2. Marketing de autoridade: Os 7 pilares do pensamento de um líder para tornar a concorrência irrelevante – Adam Witty e Rusty Shelton: Este livro é voltado para CEOs, empreendedores autônomos e pessoas que buscam algo a mais. Nele, os autores explicam a importância da autoridade de um líder para a imagem da empresa. Através dos sete pilares, eles ensinam como utilizar a própria imagem em prol da marca.
  3. A lógica do consumo – Martin Lindstrom: o livro busca explicar, de maneira simples, como o cérebro atua na hora de efetuar uma compra e quais são os fatores que influenciam nessa tomada de decisão. Por trás desse raciocínio, existem estratégias que estimulam o cérebro a finalizar a compra.
  4. Não me faça pensar – Steve Krug: no livro, o autor mostra como é importante simplificar o processo de venda para que as pessoas consigam efetuar compras em menos tempo. Dessa forma, elas tem menos chances de analisar profundamente o que estão fazendo e, possivelmente, mudar de ideia.
  5. A vaca roxa – Seth Godin: o livro explica que, para se destacar em um mercado tão amplo e cheio de opções, você deve despertar no seu cliente um sentimento forte o suficiente para fazê-lo superar obstáculos para consumir o seu produto. Seth, é claro, ensina como fazer isso de forma eficiente.
  6. Palavras que funcionam: Não é o que você diz, é o que as pessoas ouvem – Frank Luntz: o livro escrito pelo famoso Frank Luntz, que inclusive já foi elogiado por Barack Obama pela qualidade de seus slogans, explica a enorme importância da escolha correta de palavras para que seu marketing tenha sucesso.

Esses livros te dão conhecimento suficiente para botar novas estratégias em prática em 2021 e ver sua empresa crescer cada vez mais.

E aí, que tal passar o fim de ano lendo?

Para quem trabalha no ramo infantil, uma das maiores dúvidas que existem é como atrair público para o seu negócio. Afinal, parece estranho tentar atrair crianças quando na verdade quem paga pelos produtos são os pais, não é mesmo?

Mas existem sim maneiras de atrair o público infantil e fazer com que eles demostrem, para os pais, a vontade de ter os produtos da sua empresa. E separamos alguns passos importantes para que você consiga fazer isso.

  • Invista em imagem: para lojas físicas, certifique-se que a loja tenha uma fachada colorida e atraente, despertando a atenção das crianças e fazendo com que elas queiram entrar. Para lojas virtuais, o mesmo conceito se aplica: busque um design lúdico, de fácil navegação e bastante colorido.
  • Apoie e participe de eventos locais: eventos com um público-alvo infantil são uma ótima maneira de promover sua marca e de se fazer acessíveis para crianças e seus pais.
  • Promova eventos infantis em sua própria loja: organize workshops e cursos que sirvam como entretenimento tanto para a criança quanto para os pais, buscando sempre temas que sejam úteis e divertidos ao mesmo tempo.
  • Participe de parcerias que ajudem as divulgar sua loja: ofereça descontos para mães de crianças que frequentam determinadas escolas ou são pacientes de certo pediatra.
  • Marque presença nas redes sociais: apesar de ajudar em ambos os casos, essa dica é especialmente valiosa para lojas virtuais. Afinal de contas, as redes sociais acabam por se tornar o melhor meio de divulgação da sua marca.
  • Tenha uma verba dedicada exclusivamente para anúncios: uma das grandes vantagens da internet é a facilidade com a qual podemos anunciar, e os resultados geralmente não decepcionam e são proporcionais ao investimento. Por isso, tenha sempre uma verba para investir em anúncios que potencializem o desempenho da sua marca.
  • Valorize a segurança das crianças: assegure-se de mostrar aos pais que os produtos que sua empresa oferecem são seguros e não colocam a criança em nenhum tipo de perigo, afinal, a segurança é indispensável quando lidamos com crianças.
  • Conceda cupons de desconto para a primeira compra e para clientes regulares: oferecer um produto divertido e útil para a criança por um preço que caiba no bolso dos pais é infalível, afinal, todo mundo sairá feliz.

Apesar de parecer difícil lidar com um público tão novo, agora que você conhece as principais dicas de como atrair público infantil para a sua empresa, basta pensar em maneiras criativas de botar o que aprendeu em prática!

 

 

 

 

 

 

O Twitter tem ganho cada vez mais destaque entre as redes sociais. A plataforma, que antes era um nicho de jovens, hoje se tornou um lugar para pessoas de todas as idades e jeitos. A sensação é que, hoje, o site se tornou o lugar que as pessoas vão para saber o que acontece no mundo.

Mas você sabia que é possível usar essa enorme disseminação da rede ao seu favor? Por ter se tornado tão grande, o Twitter passou a ser um dos lugares mais efetivos para divulgar sua empresa. Aqui vai um passo a passo de como fazer isso da melhor maneira:

  • Anuncie com o Twitter Ads: além de levar os conteúdos da sua empresa para um público mais segmentado, aumentando a interação com seus anúncios, a ferramenta possibilita que você acompanhe as métricas de cada anúncio, proporcionando um maior controle de resultados
  • Interaja com o público: é essencial que, para criar uma ligação com os usuários, sua empresa interaja com eles como se fosse uma pessoa normal. Isso aumenta a sensação de proximidade entre o público e sua empresa
  • Acompanhe tendências e use hashtags: ficar de olho nos assuntos mais comentados do momento é importante para que aproveite oportunidades de participar de debates e fazer com que sua marca alcance um público maior
  • Use a informalidade: o Twitter é o lugar ideal para que sua empresa se comunique de maneira informal e crie uma sensação ainda maior de proximidade e identificação com os usuários

Utilizando essas estratégias sua empresa vai fazer sucesso na rede social mais movimentada do momento e, com isso, você só tem a ganhar.

Tá esperando o quê?

 

O uso de técnicas de SEO (sigla para Search Engine Optimization, em inglês) está cada vez mais em alta no mundo do marketing digital. Mas o que são essas técnicas e como elas ajudam, exatamente, a impulsionar seu negócio?

Da maneira mais sucinta possível, técnicas de SEO servem para otimizar a home de seu site ou blog e fazer com que ele seja encontrado facilmente, baseado na pesquisa por palavras-chave que redirecionarão o público ao seu site. Por utilizar palavras que se relacionam com a pesquisa do usuário, seu artigo é indicado como sugestão pelas plataformas de busca.

É claro que, para aparecer nas primeiras páginas de busca, é preciso que se utilizem ótimas técnicas de SEO com eficiência. Para facilitar, listamos cinco das melhores técnicas de SEO para que você possa potencializar seus resultados:

  1. Uso de palavras-chave: o primeiro passo é, sempre, escolher a palavra que você deseja classificar nos mecanismos de busca. Para saber quais são as melhores palavras para usar, basta realizar uma breve pesquisa de palavra-chave
  2. Qualidade do conteúdo: é essencial que o conteúdo oferecido no seu post seja de alta qualidade. O texto deve ser objetivo, de fácil leitura e agregue valor ao usuário de alguma forma
  3. Escolha do URL: assim como os textos, o URL da sua publicação deve ser claro e objetivo, mostrando ao usuário o tema da publicação à qual ele será redirecionado
  4. Título: é essencial inserir alguma palavra-chave que identifique seu conteúdo no título. Caso o título seja longo, o ideal é que a palavra-chave esteja logo no início para não ser cortada
  5. Links internos para outras páginas: Inserir um link que direcione o usuário para outra página no site é sempre bem vindo, aumentando a retenção de público em sua página e possibilitando que eles naveguem por mais tempo.

Agora que tal botar essa dicas em prática e aproveitar melhor seus resultados?