Carreira em vendas pode pagar até R$ 650 mil por ano no Brasil

A temperatura do mercado de trabalho em vendas e marketing no Brasil deve aumentar com a retomada econômica do país — mas em fogo baixo. Depois de um ano difícil, com poucos incentivos para o consumo, a expectativa é que área passe por um processo de lenta recuperação nos próximos meses.

A remuneração para carreiras nesse setor deve permanecer estável neste ano, segundo uma nova pesquisa salarial feita pela consultoria de recrutamento Robert Walters. Para posições com contratos de curto prazo, contudo, é possível conquistar remunerações competitivas se você demonstrar habilidades altamente valorizadas, como experiência internacional e fluência em idiomas.

O estudo avalia que, em 2017, a área de vendas não apresentou resultados animadores, exceto em setores como agronegócio, bens de consumo, varejo e engenharia. Apesar da expectativa de crescimento neste ano, os salários no mercado brasileiro em geral devem variar pouco, com algumas exceções em TI.

Perfis mais procurados

Nesse contexto, a maioria das empresas abriu vagas para pessoas capazes de reduzir os custos da operação e impulsionar a receita. “Com a crise, ganhou destaque o profissional mais consultivo, que não apenas tem conhecimentos técnicos, mas que também consegue agregar valor”, afirma o estudo.

Os perfis mais demandados em vendas são aqueles voltados para inteligência, estratégia e planejamento comercial, com forte orientação para resultados, diz Carla Vyborny, gerente das áreas de vendas, marketing e recursos humanos da Robert Walters Brasil.

“Em outros casos, as empresas muitas vezes exigem que os candidatos já tenham uma carteira de clientes significativa, com o objetivo de gerar receita em curto espaço de tempo”, afirma ela.

Já as carreiras mais promissoras em marketing refletem a transformação digital do mercado: a maior parte dos empregadores busca profissionais com experiência em estratégias online e offline. Outra tendência é a queda da terceirização.

Segundo o relatório da Robert Walters, a área de trade marketing está absorvendo cada vez mais candidatos, sobretudo para posições de alto escalão.

“O profissional de marketing de produto também tem sido bastante requisitado, principalmente para bens de consumo e meios de pagamento e fidelidade”, diz Vyborny. “O mercado das fintechs cresce a cada dia e necessita de um background em desenvolvimento de produtos, inovação e visão 360°.

Salários anuais — de 119 mil a 650 mil reais

O relatório de 2018 da Robert Walters apresenta a previsão de remuneração anual para 15 cargos em vendas e marketing no Brasil. Os valores excluem benefícios e bônus.

O cargo mais bem pago da área neste ano deve ser o de diretor de vendas.  Para profissionais com mais de 12 anos de experiência, a remuneração esteve na faixa que vai de 533 mil a 600 mil reais anuais em 2017. Este ano, o salário anual deve oscilar entre 560 mil e 650 mil reais.

Fonte: Exame