Posts

As diferenças entre marketing tradicional e de conteúdo

O marketing é o primeiro setor a ser contratado na abertura de uma empresa. Entretanto, existem negócios que ainda insistem em seguir o modelo tradicional de divulgação. Afinal de contas, o que é esse tal de marketing de conteúdo?

Conteúdo, como a própria palavra já diz, é o que a sua empresa vai dizer sobre o produto ou serviço a ser ofertado. Porém, apenas falar bem não adianta. As pessoas querem saber mais sobre quem é você, o que você faz e como você pode ajudá-las.

Na internet

O tradicional é tudo aquilo voltado para os veículos clássicos de comunicação: propagandas para TV, anúncio em rádios e outdoors, além dos jornais e revistas impressas.

Mas ainda que este tipo de marketing seja muito utilizado, já não surte mais tanto efeito quanto nas décadas passadas.

Basta parar e pensar: quantas vezes você já não passou por uma ponte repleta de anúncios em outdoors, e de fato prestou atenção neles? E quando você assiste televisão, realmente se interessa pelos comerciais?

Com o boom das redes sociais, ficou cada vez mais difícil para os veículos e as empresas competirem pela atenção do cliente.

Afinal, com um celular na mão e infinitas possibilidades, por que se prender a apenas uma coisa quando é possível personalizar os anúncios para cada tipo de usuário?

Foco nos resultados

Não adianta mais ter um site ou rede social e dizer o tempo todo como o seu produto ou serviço é excelente e como ele é importante para as pessoas. Os usuários não estão buscando somente postagens e fotos bonitas, mas, de fato, qualidade.

Suponhamos que você, por exemplo, seja dono de uma marca de aparelhos celulares. Você decide criar redes sociais para divulgar o seu negócio. Entretanto, o atendimento das lojas que distribuem o seu produto é ruim. Ou um cliente comprou e não gostou da experiência. Ele não vai mais comunicar a você que não teve uma boa compra: ele contará para todos na internet.

No feedback do seu site ou rede social, ele poderá dizer para todo mundo: “não compre esse produto!”. Por fim, o cliente, querendo ou não, acaba fazendo propaganda para você… Boa ou ruim.

Uma das vantagens do marketing digital é possível ter uma resposta imediata dos clientes. Então, levantar relatórios e analisar o que precisa ser melhorado. Campanhas podem ser acompanhadas dia após dia, horário por horário.

O marketing digital é focado em resultados. Portanto, você não precisa esperar o veículo tradicional dar certo para colocar a mão na massa.

Como saber se o marketing digital é bom para a minha empresa?

Antes de pensar em uma estratégia para redes sociais ou sites, é preciso refletir se essa é a melhor maneira de atingir o seu público.

Por exemplo: seus potenciais clientes usam a internet com frequência? Eles estão nas redes sociais, consumindo informações e trocando ideias?

Caso a resposta seja sim, pode ser uma boa ideia começar a pensar em uma maneira de se fazer presente na internet. Dessa forma, você estará muito mais presente na vida dos seus clientes e fazendo parte do cotidiano deles, o que aumenta o vínculo e facilita suas vendas.

Que tal uma ajuda para turbinar seu negócio na internet? A Marketing 365 oferece soluções para você. Entre em contato e agende uma visita!

Marketing: quanto vale seu conteúdo?

Os profissionais que atuam no marketing utilizando o Inbound Marketing estão sempre procurando por maneiras de atestar o valor do conteúdo que produzem. Para tal, utilizam de análises qualitativas e qualitativas. Nas qualitativas, verificam interações sociais relevantes. Nas quantitativas, calculam o desempenho das estratégias analisando os retornos financeiros.

Entretanto, para a realização desse trabalho, é necessária uma definição clara a respeito de seu conteúdo. Qual é o valor dele?

Portanto, no post de hoje, mostraremos um método de análise que pode ajudar a justificar seus investimentos e te ajudar a tomar decisões com base em dados. Além do mais, o método otimizará seus resultados. Continue lendo para se informar!

O Google Analytics é a ferramenta preferida para analisar o desempenho dos websites. Além disso, é gratuita e nela é fácil de navegar. Um recurso mais avançado desse produto é um dos menos utilizados durante as análises. O nome dele é “Valor da Página”, o Page Value, que mede como cada post, cada infográfico e cada vídeo publicado influencia nas conversões de meta do seu site.

O valor da página advém da seguinte equação:

Receita (valor de conversão) ÷ Visualizações de página únicas do conteúdo antes da conversão = Valor da Página

Ademais, é possível acessar esse relatório clicando em Comportamento > Conteúdo do Site > Todas as Páginas.

Tire insights relevantes deste relatório! Além de medir se o investimento na produção de conteúdo está trazendo retorno para seu site, você pode também:

  • enviar mais tráfego para páginas com bom valor de página, que ainda tem poucos visitantes;
  • descobrir padrões entre os usuários de diferentes dispositivos;
  • criar segmentações para medir a diferença de performance;
  • atrair usuários de canais com maior poder de compra;
  • analisar quais páginas tem mais ou menos valor para impulsionar conteúdos mais estratégicos.

Sendo assim, saber o valor de seu conteúdo é fundamental para que você trace estratégias de acordo com seus objetivos!

Portanto, conheça a Marketing 365!

Continue acessando nosso blog para se informar.

Fonte: rockcontent

Imagem: pixabay

Com finalizar o seu texto para que seu leitor se interesse pelo seu blog

Saber finalizar o seu texto é importante para que o leitor retorne ao seu blog futuramente, ou até mesmo queira ler outros artigos imediatamente.

Se você conseguiu escrever um texto interessante, que prendeu a atenção do leitor até o final, você já pode ficar muito contente. Mas, isso não é motivo para dar menos importância a conclusão do seu texto.

Uma boa introdução é o que determina se o usuário prosseguirá lendo o seu artigo, um bom desenvolvimento é o que determina a qualidade em si do texto. Agora, uma boa conclusão é o que fará o seu leitor voltar ou não ao seu blog.

Ao finalizar o texto, você deve mostrar que existe outros conteúdos interessantes disponíveis, convidando o leitor a conferir outros posts. Além de falar sobre a frequência de postagem e chamar o leitor a acompanhar a sua página.

A seguir, te daremos algumas dicas para finalizar o seu artigo de forma mais eficiente.

Como finalizar o seu texto para fazer o leitor voltar ao seu blog

  • Não exagere ao retomar o assunto, esse é o momento de finalizar o conteúdo, você precisa apenas fazer as considerações finais e encerrar, sem muitos rodeios.
  • Indique posts relacionados, adicionando links as palavras chaves, e convidando o leitor a conferir mais artigos do blog.
  • Chame o leitor a voltar futuramente. Caso o seu blog tenha posts diários (o que é super interessante), essa é a hora de deixar isso claro.
  • Ademais, esse é o momento de dar os devidos créditos. Cite a sua fonte, suas referências e tudo mais.
  • Vale lembrar também que, uma boa conclusão deixa um gostinho de quero mais. Então, encontre uma maneira de despertar a curiosidade do leitor usando frases como “mais isso é assunto para um próximo post”. Assim, ele será incentivado a voltar ao blog para conferir.

Em suma, essas são as dicas para finalizar o texto. Seja breve, instigue o leitor a voltar, dê os devidos créditos, fale dos posts relacionados e encerre o artigo.

Espero que esse texto te ajude a não errar mais na hora da conclusão! Para mais conteúdo como esse continue acessando o nosso blog diariamente!

Fonte: micreiros

Imagem: Google

Como driblar o bloqueio criativo: dicas que podem te ajudar!

Se deparar com uma folha em branco e nenhuma ideia é muito desanimador, não é mesmo? Por isso, nós vamos te dar dicas de como driblar o bloqueio criativo!

Primeiramente, os bloqueios criativos ocorrem quando há uma dificuldade de criar algo novo. Seja por falta de ideias ou de inspiração, esse cenário é sem dúvidas, o pior pesadelo de qualquer criador de conteúdo!

Antes de mais nada, nós vamos listar alguns aspectos que podem estar causando o seu bloqueio criativo.

  • Perfeccionismo: normalmente, as pessoas tendem a ser muito auto criticas. Ou seja, nunca estão satisfeitos com o conteúdo que produzem e por isso, perdem muito tempo com detalhes.
  • Medo de rejeição: as vezes, nós não conseguimos confiar no nosso próprio trabalho. Então, acabamos sofrendo ao antecipar as criticas dos outros.

Agora nós vamos te dar dicas práticas de como otimizar o seu processo criativo!

  • Fuja das distrações, não fique sempre olhando o celular
  • Escreva de forma livre e só depois corrija
  • Pare um pouco, ouça uma música, beba uma água e depois volte ao seu texto
  • Deixe as idéias fluírem, sem julgá-las boas ou ruins, esse não é o momento para analisá-las
  • Direcione a sua escrita para um ponto especifico

Por fim, após ter escrito um volume grande de palavras, filtre as boas idéias e só então, comece a corrigir e completar o seu texto.

Usando essas dicas você otimizará o seu tempo de escrita e produção de conteúdo e terá melhores resultados!

Ademais, continue acessando o nosso blog diariamente.

Fonte: neilpatel

Imagem: Google

Como escrever uma boa introdução: Convença o leitor a ler o seu texto

Primeiramente, escrever uma boa introdução é o que determina se o seu leitor irá até o fim do seu texto. Por esse motivo, vamos te dar algumas dicas para não errar mais.

Como escrever uma boa introdução

Ante de tudo, você precisará entender qual o papel da introdução do seu texto.

As primeiras palavras do texto servem para, começar o assunto. Ou seja, introduzir ao leitor qual tema será tratado ao decorrer do mesmo.

Além disso, nesse primeiro momento, você deve explicar qual problema ele irá solucionar ao ler o seu texto.

Então vamos lá! A seguir iremos apresentar alguns pontos importantes para escrever um bom texto.

  •  A introdução precisa ser atraente e cativante, despertando interesse no seu leitor. Para isso, você pode fazer alguma pergunta logo no inicio do texto, deixando uma dúvida no ar
  • Desperte as emoções dos leitores! Quando você consegue provocar sentimentos nas pessoas, elas têm mais chances de continuar lendo o seu texto
  • Diga do que se trata o seu texto sem estragar o final. Ou seja, exponha o assunto que será tratado, sem entregar o final
  • Você pode utilizar de gatilhos mentais, para induzir as pessoas a continuar lendo

Pronto! Agora você já sabe como iniciar os textos do seu blog.

Não deixe de implementar alguma dessas dicas em seus próximos textos, para alcançar melhores resultados.

Continue acessando o nosso blog para mais dicas.

Fonte: rockcontent

Imagem: Google

 

3 formas de reaproveitar o conteúdo que a sua empresa já possui

Passado os primeiros dias que o post foi postado, ele perde os acessos. Por isso, nós vamos te ensinar a reaproveitar o conteúdo que sua empresa já possui.

Tendo em vista que, fazer marketing de conteúdo é um processo trabalhoso, além de essencial para trazer mais visibilidade digital ao seu negócio. Reaproveitar os seus posts antigos se torna uma estratégia importantíssima.

Até porque, após os três primeiros dias do post, ele perde significativamente o seu número de acessos. Seja porque os conteúdos mais recentes roubaram toda a atenção, ou por já ter passado o período inicial de divulgação dele.

Desse modo, para não deixar que todo o seu trabalho seja desperdiçado e seus posts caiam no esquecimento, nós vamos te dar dicas para reaproveitar o conteúdo já existente da sua empresa.

Reaproveitar o conteúdo da sua empresa utilizando links internos

O uso de links internos pode trazer vários benefícios, principalmente para melhorar o SEO do seu site. Porém, nesse post nós vamos focar nos benefícios para a divulgação de posts anteriores.

Mas como fazer isso? Ao escrever um novo texto, identifique se o mesmo possui um assunto semelhante ao de algum texto anterior.

A partir disso, você poderá vincular links internos de conteúdos antigos em palavras chaves, usando os novos textos como âncoras.

Exemplo: Um post que fale sobre a importância do uso do protetor solar, pode servir como texto âncora para um texto de cuidados com a pele.

Criar posts que se complementam

Uma das formas mais eficazes, se não a mais eficaz de divulgar conteúdos passados, é criar novos conteúdos que complementem o anterior.

Isso pode ser feito, criando uma série de posts no blog que falam sobre o mesmo tema.

Como textos sobre dicas de cuidados com o cabelo, que podem ser feitos cada um sobre um ponto especifico. Porém, sempre mantendo a ligação com o anterior para possibilitar relacioná-los.

E ao final, pode recomendar ao leitor que ele confira os outros posts da série.

Republicar posts nas redes sociais

É comum utilizar as redes sociais para divulgar novos conteúdos, entretanto, é interessante que não as limite a divulgar apenas os posts mais recentes.

Mas também, esporadicamente, recomendar algum post mais antigo para dar mais visibilidade ao mesmo e alcançar pessoas que não tiveram acesso ao conteúdo na primeira divulgação.

Com essas dicas, você poderá melhorar consideravelmente a visualização de seus conteúdos antigos. Ademais, melhorará o aproveitamento de seus post.

Continue acessando o nosso site diariamente para não perder nenhum post!

Fonte: Resultados Digitais

Imagem: Google

Palavras de transição: porque usá-las pode melhorar o SEO do seu blog

As palavras de transição não só melhoram o entendimento do seu texto, dando mais ritmo e fluidez ao mesmo, como contribuem para o SEO do seu blog.

Ao usá-las você melhora a experiência de leitura do seu usuário, pois elas podem impactar diretamente na interpretação do seu conteúdo, trazendo mais conforto visual.

Além disso, elas melhoram a leiturabilidade do seu texto, o que é um ponto importantíssimo para melhorar o seu SEO. Pois, ao imprimir um resultado de busca, o Google tem interesse em entregar o melhor conteúdo, com a melhor experiência de leitura ao usuário.

Por esse motivo, sites que tem o carregamento mais rápido e sites seguros, tem melhor posicionamento no ranking de pesquisa do Google.

Algumas palavras de transição

A fim de melhorar a compreensão do seu texto, a seguir nós apresentaremos uma lista com algumas palavras de transição que você pode usar.

  • afinal
  • aliás
  • anteriormente
  • assim
  • certamente
  • conforme
  • contudo
  • embora
  • enfim
  • enquanto
  • entretanto
  • igualmente
  • mas
  • pois
  • porque
  • portanto
  • posteriormente
  • primeiramente
  • principalmente
  • semelhantemente
  • sobretudo
  • surpreendentemente

É claro que existem muitas outras palavras que podem ser usadas. Inclusive, algumas que são utilizadas em conjunto, como: “acima de tudo”, “além disso” e “apesar de”, por exemplo.

Embora a lista seja muito extensa para ser decorada, algumas palavras são usadas naturalmente sem que você se esforce muito. O importante no entanto, é praticar até que se torne algo realmente espontâneo.

Continue acessando nosso blog para mais conteúdo interessante!

Fonte: medium

Imagem: Google

Como você tem atraído o seu público?

Já parou para pensar em como você tem atraído o seu público? Hoje em dia, há diversas maneiras de atrairmos o nosso público-alvo. Contudo, são tantas opções – nem todas eficientes – que até nos confundimos.

Dessa forma, você provavelmente já deve ter conhecimento do marketing de conteúdo. No entanto, algumas perguntas devem ser feitos:

  1. Seu conteúdo tem dado resultado?
  2. Como anda o seu engajamento com o público?
  3. Como seu conteúdo tem sido visto?

Sendo assim, saber responder essas perguntas é primordial e pode te ajudar a saber se você tem mesmo atraído o seu público da forma certa.

Conheça o Marketing 365

Fonte(s): vdb, kp, mc

Imagem: Google

Dicas de texto para marketing de conteúdo

Você trabalha com Marketing de conteúdo e não tem visto resultado? Talvez, algumas mudanças precisam ser feitas.

Certamente, você tem analisado o tráfego do seu site. Desse modo, o desejo de todo mundo não é apenas um bom tráfego, mas a conversão em vendas também.

Por isso, hoje trouxemos algumas dicas para o seu conteúdo ter mais relevância e ser transformado em vendas.

  1. Introdução, corpo e conclusão: Esse é o formato de um texto. Quando você escreve dessa forma, seu leitor já conhece seu jeito de se comunicar e vai ser mais fácil para ele a leitura.
  2. Subtítulos: Ter subtítulos deixa o texto mais claro para o leitor, muitas vezes, ele vai direto ao ponto.
  3. Parágrafos não muito longos: Evite parágrafos com muitas linhas. Contudo, também não deixe com apenas uma linha, tente variar entre 3, 4 e até 6 linhas.
  4. Imagens: As fotos que você utiliza pode fazer o seu público-alvo clicar em seu post. Dessa forma, invista nas imagens e seja criativo.
  5. Utilize dados: Dados, métricas, estatísticas trazem relevância ao texto.
  6. Tenha títulos incríveis: O título é o primeiro contato da pessoa com o seu texto. Desse moto, invista em criatividade.
  7. Tente terminar com uma pergunta: Quando você termina com uma pergunta, quem sabe não ganhe uma resposta depois?

Marketing 365

Fonte(s): neilpatel

Imagem: Google

Relacionamento personalizado com o cliente

Nem todos os clientes são iguais. Pode-se dizer que tratar as pessoas de forma diferente é discriminação, mas há uma diferença em tratar diferente e discriminar. A discriminação é usada em um tom pejorativo e isso não é legal. Uma empresa precisa tratar todos bem e certamente é viável fazer isso de forma diferente para o tipo de cliente. Entenda:

Uma empresa precisa saber quem é o seu cliente. Precisa diferenciá-lo e então classificá-lo em um modo de tratamento. Tem aqueles cliente que a empresa deve tratar de forma diferencial, bancos fazem isso por exemplo, oferecendo um serviço diferencial para clientes que possuem mais valor para a empresa.

Para conhecer seu cliente você precisa interagir com ele. Pessoas tem necessidades e você precisa estar por perto quando elas decidirem supri-las. Hoje o mercado é efêmero, vantagens competitivas acabam rapidamente e a sua empresa precisa ter a personalização que fará com que inconveniência nenhuma faça seu cliente ir para a concorrência. É importante tratar de forma especial os clientes especiais, para criar barreiras de mudança e aumentar sua fidelidade.

O valor de cada cliente deve ser calculado segundo critérios estabelecidos pela empresa e tem a ver com sua forma de medir o sucesso.

Maneiras de fornecer um atendimento personalizado:

  1. Utilize o próprio nome do cliente
  2. Implemente um programa de fidelidade
  3. Ofereça diferentes canais de atendimento ao cliente
  4. Obtenha um atendimento humanizado
  5. Armazene dados

Fonte(s): CRM SERIES MARKETING 1 TO 1 – 3ª Edição, Neo