Dicas de livros para quem trabalha com Marketing

A cauda longa (Chris Anderson)

Livro A cauda longa (Chris Anderson)

O autor mostra que a internet originou um novo universo em que a receita total de diversos produtos de nicho — que têm baixo volume de vendas — é igual à receita total de poucos produtos que vendem muito. Ele mostra como se chegou a esse cenário e como é possível aproveitá-lo.

A Vaca Roxa, de Seth Godin

livros de marketing - 1

Nesses dias, em que ser apenas “bom” já não suficiente, é preciso buscar estratégias e ações que tornem sua marca excepcional. É preciso ser diferente dos demais, chamar a atenção em meio à tantas informações e fazer com que as pessoas comentem sobre sua marca e desejem consumir seu produto ou serviço.

É justamente sobre esse desafio que o livro discorre. Godin, um dos mais renomados profissionais de marketing dos Estados Unidos, navega por esse novo mercado, ajudando os leitores a darem o destaque que seus negócios precisam para lucrar no mundo de hoje.

A Bíblia do Marketing Digital, de Cláudio Torres

livros de marketing - 4

Neste guia prático, o leitor é convidado a entender cada etapa do universo do marketing digital, bem como as ferramentas necessárias para usar a internet em prol dos negócios e implantar ações de marketing, comunicação e publicidade on-line

A importância do bom atendimento ao cliente

Não basta tratar bem os clientes. Profissionalismo e esforço em entender o que ele precisa são essenciais para um atendimento excelente.

Um bom atendimento ao cliente vai muito além de ser bem-educado. Assim como ser honesto, tratar bem os clientes não é um diferencial, mas sim uma obrigação de qualquer pessoa que quer fazer de sua empresa um sucesso. E não se engane: a captação de novos clientes tem tudo a ver com o bom atendimento que sua empresa presta hoje.

Muitas vezes, entendemos tudo sobre o produto ou serviço que oferecemos, sobre suas vantagens e benefícios, mas nos sentimos travados na hora de solucionar um problema, enfrentar objeções ou até mesmo estruturar um processo para um atendimento incrível.

Um bom atendimento surte efeito a curto prazo e pode impactar, inclusive, no aumento de receitas do seu negócio. Lembre-se: ter clientes satisfeitos é uma das melhores propagandas que sua empresa pode ter.

Você está pronto para empreender?

Veja, a seguir, alguns sinais de que você ainda não está pronto para começar o seu próprio negócio.

Você gosta de ficar na sua zona de conforto?

Como empreendedor, os dias nunca são iguais. Um dia você pode estar sozinho escrevendo, criando um design ou codificando seu produto. No próximo dia você pode estar indo em reuniões de venda, entrevistando candidatos ou sendo convidado de um podcast.

Seu objetivo principal é ficar rico?

Pense comigo, você não compra um carro para beber gasolina. Você usa a gasolina para fazer o seu carro te levar onde você quer chegar. Na vida real, o carro é seu negócio e a gasolina é o dinheiro. Se você vai atrás apenas do dinheiro, então você está disposto a fazer QUALQUER coisa para fazer dinheiro. Você segue “o dinheiro pelo dinheiro” e não “o dinheiro por uma vida melhor”.

Uma vida melhor, penso eu, é alcançar uma vida confortável, não passar necessidades, ter equilíbrio entre vida pessoal e profissional, poder evoluir como pessoa e poder contribuir para um mundo melhor. A forma como você quer contribuir (usando suas paixões e habilidades únicas), é um bom pilar para se basear. Apenas ‘dinheiro’ é um pilar completamente vazio e sem parâmetros para uma pessoa de valor.

Você é um procrastinador?

Se você não consegue gerenciar seu tempo de modo eficiente, você está fadado a fracassar como empreendedor. Quando você trabalha para si mesmo, não há um chefe de olho em você ou monitorando seu cartão ponto para garantir que está trabalhando duro.

Se você não está trabalhando duro em seu próprio negócio, por que sequer está trabalhando?

Você sabe lidar com os maus momentos?

Durante a sua jornada empreendedora, você será testado a TODO instante. As pessoas, os lugares e os momentos que você menos esperar. Nem todas as pessoas estão aptas a empreender porque não aguentam os desafios por muito tempo, mas curiosamente, aguentam décadas convivendo com seus maus momentos.

Muitos empreendedores fazem planos que, à partir de amanhã, irão atingir X faturamento e Y clientes em um tempo Z, como se tudo ocorresse em linha reta. Mas o empreendedorismo é uma montanha-russa.

Você está pronto para empreender?

 

Formas de gerar mais audiência para a sua empresa

#1: Facebook

É interessante utilizar o Facebook com páginas e grupos, porque lá você consegue agregar todo tipo de conteúdo. É interessante, também, que você varie os tipos de postagens optando por textos, imagens, vídeos, links e afins. Você pode colocar links redirecionando para outras plataformas como o seu blog, por exemplo.

O Facebook também tem uma comunicação muito rápida e isso é muito importante. Caso você cresça e a demanda de comentários e perguntas na plataforma cresça, é importante que você tenha uma pessoa para te ajudar para estar sempre respondendo essas pessoas para manter a interação.

#2: Youtube

Eu sei que você pode achar que fazer vídeo não é para você. Contudo, fique calmo! Há outros canais para te sugerir, porém o YouTube é uma ótima ferramenta para a construção de audiência, por conta do relacionamento que você cria com o seu publico através de vídeos.

A internet em si acaba criando um relacionamento limitado por conta da distância. Deste modo, quando se trata de um vídeo em que você grava como se estivesse conversando, olhando para o leitor, esta percepção muda totalmente.

Isso faz com que você fique próximo do seu publico/clientes trazendo um relacionamento de forma elevada.

#3: Instagram

O Instagram funciona apenas para imagens e vídeos de até sessenta minutos – veja nossa publicação sobre IGTV – além de o alcance ser maior!

Quando você começa a publicar imagens, com alguma frase até mesmo as imagens que você publicou no Facebook você coloca na imagem o link do seu site, ou talvez o seu nome, isso vai fazer com que as pessoas olhem a imagem e vejam nela o seu site e muitas vezes vão procurar pelo seu site no Google te trazendo relevância no Google.

Você pode fazer vídeos curtos com dicas bem rápidas com o celular mesmo e postar no feed ou nos stories.

 

Origem do Marketing

Originalmente, o conceito deste termo teria surgido a partir do latim mercatus, que era o nome do local destinado para a compra e venda de objetos. Esta palavra, por sua vez, teria se originado do verbo mercari / mercare, que quer dizer “negociar” ou “praticar a compra e venda”.

Atualmente, o marketing é um termo que nasceu no idioma inglês, mas que é utilizado em todo o mundo – inclusive na língua portuguesa – para se referir as ações e estratégias voltadas para o competitivo mercado.

A definição moderna de marketing só se popularizou após o fim de Segunda Guerra Mundial. Com o crescimento do capitalismo por todo o mundo, surgiu a necessidade de desenvolver estratégias para atender aos públicos cada vez mais exigentes, oferecendo produtos de qualidade e com preços atrativos.

 

A importância de salvar na nuvem

Muitos são os casos de pessoas que perderam todos os seus arquivos, porque tiveram problemas com seus computadores que precisaram de formatação ou que, simplesmente, deixaram de funcionar.
Isso gera inúmeros tipos de problemas, uma vez que os arquivos podem nunca mais serem recuperados.

Outro tipo de problema bastante comum diz respeito ao acesso dos arquivos. Para acessar os arquivos pessoais os usuários precisam carregar seus computadores ou pendrives pra cima e pra baixo, ou fazerem algumas manobras, como enviar e-mails pra si mesmo contendo arquivos que irão ser utilizados como anexo, ou ainda enviarem os arquivos como mensagem no whatsapp.

Salvar os arquivos na nuvem é uma forma segura de ter acesso à fotos, documentos de texto, arquivos de backup, vídeos, etc, em qualquer lugar, para isso basta apenas ter acesso à internet, o que hoje em dia encontra-se disponível em todos os celulares, por exemplo. À propósito, “salvar na nuvem” significa que seus arquivos estarão hospedados na internet.

Vários são os serviços e softwares de armazenamento disponíveis. Com os softwares você pode salvar manualmente ou fazer programações para que os dados sejam salvos automaticamente. Rápido e seguro!

Como vocês salvam os seus arquivos?

Saiba a diferença entre eficiência e eficácia

“A eficiência consiste em fazer certo as coisas: geralmente está ligada ao nível operacional, como realizar as operações com menos recursos – menos tempo, menor orçamento, menos pessoas, menos matéria-prima, etc […] Já a eficácia consiste em fazer as coisas certas: geralmente está relacionada ao nível gerencial”.    – Peter Drucker

Indivíduos e empresas buscam maneiras de serem eficazes e eficientes, mas é possível ser eficaz sem ser eficiente, ou vice-versa. Ou nenhum deles. Por exemplo, se uma empresa não está indo bem, pode decidir por mudar sua forma de trabalho e usar novas tecnologias. O treinamento pode funcionar bem, com os funcionários aprendendo a nova tecnologia em tempo recorde. Porém, se a produtividade geral não melhorar após a implementação desta nova tecnologia, a estratégia da empresa foi eficiente, mas não eficaz.

Formas de recuperar o ânimo com o trabalho

Você provavelmente já passou por isso: ao iniciar um novo emprego, a animação toma conta e a produtividade vai lá em cima. Mas, com o tempo, a repetição das tarefas vai tornando aquilo entediante, chato, até que, quando se dá conta de si, você está procrastinando ou levando muito mais tempo para fazer aquilo do que acontecia inicialmente.

Esse desânimo gradual, que para muitos é uma questão de desmotivação, na verdade tem razões biológicas, segundo o psicólogo e professor Daniel M. Cable.

Essa parte do nosso cérebro urge de nós, desde quando somos bebês, que exploremos o que não sabemos. Criancinhas podem ganhar um brinquedo incrível e brincarão intensamente por alguns dias ou uma semana. Depois, elas acham algo que nunca tinham visto, como a chave de um carro, e para elas aquilo é muito mais interessante. Isso não acontece pelo objeto ser divertido ou não, mas por ser novo para ele”, exemplifica.

Quando cedemos a essas novidades ou encontramos um novo olhar sobre algo que nos parecia repetitivo, diz Cable, nosso cérebro libera dopamina, o que nos dá uma impressão de ânimo renovado. E isso também pode acontecer no trabalho, segundo ele.

Para que você melhore os ânimos, separamos 3 dicas para te ajudar:

Aceite o problema e tente achar a raiz dele

É muito mais fácil dizer do que fazer isso, mas você precisa encarar a realidade. Procure o fator que vem deixando você desanimado e pense em como você poderá resolvê-lo. É importante ter a consciência de que essa é uma fase passageira e de que tudo vai melhorar.

Faça algo que você gosta

Tente encontrar tempo para fazer algo que você gosta todos os dias. Mesmo que sejam apenas 5 minutos, dedique-os a cuidar de si mesmo, com o que quer que seja que te faça bem: ler um capítulo do seu livro favorito, ouvir uma música que te deixe feliz, ver um filme ou o que quer que seja.

Descanso é fundamental

Esqueça a ideia de ir para todos os lados, fazer tudo o que você quer ou precisa em um curto período de tempo. Muitas vezes a desmotivação no trabalho vem do simples cansaço físico e mental. Aproveite esse momento para descansar.

Liderança

Liderança (s.f.):função, posição, caráter de líder.

Liderança é a arte de comandar pessoas, atraindo seguidores e influenciando de forma positiva mentalidades e comportamentos. Assim, ela pode surgir de forma natural, isto é, quando uma pessoa se destaca no papel de líder, sem exercer um cargo de liderança.

O verdadeiro líder é aquele que inspira crescimento, evolução, desenvolvimento e ações positivas em seus liderados. O líder é também um agente de mudanças e transformações nas empresas e no mundo. No contexto organizacional, ele é a chave para que uma equipe consiga alcançar o máximo desempenho em seu trabalho, para que seus profissionais possam crescer coletiva e individualmente, e se destacar por meio de resultados consistentes.

 

AIDA: como posso aplicar na minha empresa?

Entenda que, para aplicar a metodologia AIDA na empresa, é preciso seguir todas as etapas (Atenção, Interesse, Desejo e Ação), ou seja, respeitar a ordem da estratégia.

Pois todo cliente passa por todas as etapas até a concretização da venda, mas saiba que muitos podem não chegar até a última etapa, a Ação.

Isto porque o processo pode não ser bem sucedido e durante o percurso o cliente pode encontrar algum outro produto ou serviço que se identifique mais.