Posts

3 dicas para tirar ideias do papel

Muitas vezes temos sonhos e ideias, apenas não sabemos como começar, ou melhor, como tirar ideias do papel. Por isso, hoje vamos te dar 3 dicas para você aprender a realizar isso e se sentir ainda mais próximo da realização do seu sonhos. Confira:

  1. Comece colocando no papel: “Mas eu quero tirar do papel” sim, nós sabemos, mas, você por acaso já colocou no papel para poder tirar? Então, faça isso! Escreva o porquê, o objetivo, ou seja, explique a sua ideia.
  2. Junte a criatividade com a inovação: Toda boa ideia precisa de criatividade, mas, nem toda ideia é inovadora. Dessa forma, tente juntar a sua criatividade com inovação. A criatividade é fundamental para inovação.
  3. Comece onde você está: Não espere o dia que tudo se abra sozinho na sua frente. A realidade não é assim, por isso, não viva esperando o dia que você começará com tudo perfeito, mas simplesmente vá e faça. Comece como está e as coisas vão a cada dia evoluindo de acordo com o que você sonha.

Lembre-se sempre: Seja criativo, inovador e tenha coragem!

Conheça a Marketing 365

Fonte(s): estiloh, espaçonave

Imagem: Google

Tecnologia e inovação: Você sabe o que é Fintech?

Quando falamos em tecnologia e inovação, logo pensando nas startups, porém, fintech não é bem uma startup em si. Contudo, pode ser definida como uma evolução das startups. Todavia, sendo referente ao setor financeiro.

A própria palavra já diz, a junção do inglês financial + technology. Ou seja, financeiro e tecnologia o que gera a palavra fintech.

Mas o que realmente é uma fintech?

Muitos utilizam serviços das fintechs, porém, nem todos tem entendimento do que elas significam. Elas oferecem serviços financeiros baseando completamente o seu processo em tecnologia.

Saiba que esses serviços financeiros não são apenas bancos digitais. Mas sim, podem existir fintechs de pagamento, crédito ou empréstimo, financiamento coletivo, bitcoins, controle financeiro e investimento.

Deu para entender? E aí, você a utiliza?

Conheça a Marketing 365

Fonte(s): toroinvestimentos

Imagem: Google

Afinal, o que é uma startup?

Muito se escuta falar sobre startup, porém, nem sempre se sabe ao certo o significado desse termo. Você tem entendimento? Hoje vamos esclarecer sobre esse assunto.

Dessa forma, você já viu empresas que são completamente inovativas? Startups são assim. Além disso, elas são renováveis e possuem grande possibilidade de lucro. Sendo assim, elas precisam trazer inovação.

Contudo, não se pode ter medo do desconhecido. Pelo contrário, é necessário ir além, ter criatividade e não ter medo de novas ideias. Logo que, quanto maior for o impacto de uma nova ideia na sociedade, maiores são os ganhos que esse negócio trará.

Deu para entender a essência de uma startup? Conheça a Marketing 365!

Fonte(s): saiadolugar, exame

Imagem: Google

Marketing e empreendedorismo: entenda a conexão entre eles

Você já deve ter reparado a conexão entre o marketing e empreendedorismo. Porém, de certa forma, nem sempre isso fica claro em nossa mente.

O marketing ele tem o objetivo de satisfazer as necessidade de um mercado-alvo, como Kotler mesmo definiu. Dessa forma, se difere do empreendedorismo no sentido objetivo, visto que o ser empreendedor é aquele que tem ousadia para arriscar e confiar em suas próprias idéias.

Desse modo, o empreendedor precisa do marketing.

Quer saber por qual motivo? Por que estratégias de marketing faz com que seu produto seja vendido, logo, você alcança maiores resultados.

Vamos exemplificar: Você tem uma ideia criativa, monta um negócio com ela e dedica tempo nisso. Contudo, e agora? Como levar isso ao seu público-alvo, o qual, você nem ao menos sabe quem é? É nisso que o marketing pode te ajudar de diferentes formas.

Ainda mais, o marketing ajuda em qualquer área profissional.

Concluindo, ambos precisam de criatividade e inovação. Sendo assim, o marketing trabalha junto com o empreendedorismo e ambos são responsáveis pelo sucesso.

Conheça o Marketing 365

Fonte(s): unipe

Imagem: Google

Entenda o Design Thinking

O Design Thinking, segundo Charles Burnette é um processo de pensamento crítico e criativo que permite organizar informações e ideias, como tomar decisões e adquirir conhecimento. Não há fórmula e nem método, é uma abordagem que busca a solução de problemas de forma coletiva e colaborativa, em uma perspectiva de empatia máxima com os seus stakeholders. A razão de sua existência é a satisfação do cliente (interno ou externo), dádiva que só pode ser alcançada quando conhecemos em profundidade suas necessidades, desejos e percepções de mundo.

O processo do Design Thinking se da pela imersão, o qual é caracterizada pelo entendimento da ideia. Ideação, que é a parte da criação. Em seguida a prototipação, onde é testado. Por último o desenvolvimento, que é a aplicação.

O Design Thinking pode ser utilizado para inovação, ele tem um olhar para a ponta. Descobrir onde encontrar caminhos para inovar envolve conhecer a si mesmo e ao ambiente externo. Conhecer seus pontos fortes, as fragilidades da concorrência, as condições macroeconômicas, etc. Análise SWOT, benchmarking, pesquisas de mercado e reuniões multidisciplinares te conduzirão às respostas para esse ponto.

Essa abordagem fez com que a implementação resolvessem problemas e não apenas focasse na arte, mas sim na razão a qual esta havia sido criada.

Fonte: Endeavor Brasil