Posts

Primeiramente, você realmente sabe o que é um social media? Hoje em dia, essa profissão já é realidade e possui grande espaço no mercado. Um social media é responsável pelas redes sociais de uma empresa. Ou seja, ele “toma conta” da comunicação, da reputação, do conteúdo e do relacionamento na parte online empresarial ou marca pessoal.

“Ah, mas então ele só posta em redes sociais?” criação de conteúdo online é um trabalho que merece valorização, atendimento ao cliente, além de interpretação de métricas e dados e entre outras diversas funções que são desempenhadas pelo social media. Não é “só postar em redes sociais” vai muito além disso. Saber a hora certa de postar, saber o que o seu público-alvo deseja ver, ter criatividade e saber estudar as métricas para evitar erros é necessário muita dedicação e compromisso.

Para desempenhar todas as funções de um social media ele precisar saber muito além da engenharia das redes sociais, mas sim de marketing, relações públicas, psicologia das relações humanas, análise de dados, comunicação escrita, verbal e visual, cultura organizacional e capacidade de trabalhar em equipe.

Conheça o Marketing 365

Fonte(s): GI

Imagem: Google

 

Aproveitar o poder do conteúdo e social mídia pode ajudar a elevar o seu público e base de clientes de uma forma fantástica. Entretanto, começar sem qualquer experiência ou estratégia pode ser um desafio. É fundamental que você entenda os fundamentos do marketing de mídia social. Desde melhorar a qualidade dos conteúdo até levar mais tráfego para o site, respeitar estas 5 leis ajuda a construir uma estratégia de atuação nas mídias sociais que vai atender melhor seu público:

1. A Lei do Escuta

O sucesso com mídias sociais e marketing de conteúdo requer mais escuta e menos conversa. Leia o conteúdo do seu público-alvo e participe de discussões para saber o que é importante para eles. Só então você pode criar conteúdo e desencadear conversas que agregam valor ao invés de desordem para suas vidas.

2. A Lei do Foco

É melhor se especializar do que ser um jack-of-all-trades. A estratégia de mídia social e conteúdo de marketing altamente focada intenção de construir uma marca forte tem uma melhor chance de sucesso do que uma estratégia ampla que tenta ser tudo para todas as pessoas.

3. A Lei de Qualidade

Qualidade supera a quantidade. É melhor ter 1.000 conexões online que leem, compartilham e falam sobre o seu conteúdo com seus próprios públicos de 10.000 conexões que desaparecem depois de se conectar com você pela primeira vez.

4. A Lei da Paciência

O sucesso na mídia social e no marketing de conteúdo não acontece durante a noite. Embora seja possível pegar um raio em uma garrafa, é muito mais provável que você vai precisar se comprometer com a longo prazo para alcançar resultados.

5. A Lei da Composição para o social media

Se você publicar um conteúdo incrível e de qualidade e trabalhar para construir o seu público onlin, eles vão compartilhar seu negócio com seus próprios públicos no Facebook, LinkedIn, Instagram e outros canais.

Esse compartilhamento e discussão de seu conteúdo abre novos pontos de entrada para os motores de busca como o Google, para encontrá-lo em pesquisas de palavras-chave. Esses pontos de entrada podem chegar a centenas ou milhares de outras maneiras potenciais para as pessoas a encontrá-lo online.

Sem sombra de dúvidas o investimento em Marketing nas redes sociais traz retorno, mas não pode ser encarado como uma solução única como fazem muitas empresas no Brasil. Até porque este é apenas mais um dos meios de divulgação a ser utilizado e, por isso, deve ser devidamente estudado conforme a estratégia de marketing digital da sua empresa.

A grande vantagem dessa opção para a divulgação de empresas na internet é que ela proporciona grande aproximação do público-alvo, só que de maneira mais pessoal.

Dessa forma, você se aproxima de forma mais efetiva do consumidor, conhecendo suas necessidades, interesses, anseios, o que facilita não só a criação de estratégias mais eficientes para a divulgação da empresa, como também o público que você está querendo chamar atenção.

Não se engane achando que fazer marketing nas Redes Sociais se resume a postar algumas vezes na semana na sua página no Facebook. A estratégia é muito mais completa do que isso e envolve planejamento, análise — são muitos dados a se considerar! —, criatividade e um entendimento profundo de comunicação e linguagem para interagir de forma adequada com o seu público.

Persona surgiu para ajudar o seu negócio a compreender melhor quem é o cliente e do que ele precisa.

Como criar?

Alguns questionamentos são base para te ajudar a construir a persona. Sendo eles:

  • Quais características físicas e psicológicas possuem o seu cliente em potencial?
  • O que essa pessoa costuma fazer na internet?
  • Qual o nível de escolaridade?
  • Quais são os principais objetivos e dificuldades enfrentadas?
  • Qual o tipo de assunto que mais chama atenção?

O próximo passo é detalhar o perfil do cliente a partir das respostas obtidas. Com isso, você poderá unificar as informações e elaborar o personagem em um documento a ser disponibilizado para todos na empresa que possam se beneficiar do estudo que você fez.

Por fim, você precisa compreender como é esse cliente potencial, e o que sua empresa pode oferecer a ele de forma que ele se interesse cada vez mais por seu serviço ou produto.

Qual seria a diferença entre persona e público-alvo?

É comum que haja alguma confusão nos conceitos, mas uma coisa podemos afirmar com certeza: persona e público-alvo não são sinônimos.

Vamos a um exemplo prático:

  • “Homens e mulheres, de 19 a 25 anos, solteiros, graduados em artes plásticas, pretendem aumentar sua capacitação profissional e gostam de viagens.”

Essa é claramente a descrição de um público-alvo. Percebe como é ampla? Ela não fala sobre hábitos e características de uma pessoa específica.

  • “Sarah Fernandes tem 19 anos, é graduanda de Artes Plásticas – UFES, está no 3º período, pensa em se desenvolver profissionalmente através de um mestrado e doutorado fora do país, pois ama viajar e sempre quis fazer um intercâmbio. Está buscando uma agência que a ajude a encontrar universidades na Europa que aceitem alunos estrangeiros.”

Como você pode ver, a persona possui características muito mais conclusivas e ricas o que facilita a criação de uma estratégia de marketing. Afinal, você sabe exatamente com quem está falando. Em um primeiro momento pode até soar muito parecido. Mas faz toda a diferença pensar em uma estratégia de marketing direcionada à Sarah e não a um extenso público-alvo.

Por que criar para a sua empresa?

Quem trabalha com marketing, publicidade ou já anunciou na mídia certamente foi questionado alguma vez sobre quem é o público-alvo da empresa. Na produção de material para o blog ou para as redes sociais de uma empresa utiliza-se um recurso interessante que facilita o direcionamento dos temas: a criação de uma persona, ou seja, a definição do cliente em específico, com todas as principais características dos compradores. Quando você consegue fazer as perguntas certas acaba ficando mais fácil para cumprir esse desafio de criar e montar uma persona, ou várias personas. Depois, basta utilizar essas informações de uma forma produtiva para que toda ação e tomada de decisão sejam direcionadas àquele perfil.

Por fim, nunca coloque informações com base em achismos, lembre-se: informações reais possibilitam um bom relacionamento com seus clientes e potenciais clientes. Acarretando na compra do seu serviço ou produto!

E aí, já criou? 😉

 

 

 

Com as novas tecnologias, algumas profissões estão deixando de existir, mas em compensação, outras estão ganhando cada vez mais espaço, exemplo, a nova profissão do momento Social Media. Esses profissionais encontraram através das redes sociais um mercado amplo, onde, a comunicação, reputação e o relacionamento de uma marca fica nas mãos desse especialista.

Atuando nas principalmente em plataformas de relacionamento como Facebook, Youtube, Twitter e Instagram, esses profissionais criam de forma autoral textos, fotos e vídeos para atualizar as redes. Esclarecimento de dúvidas, gerenciamento de conflitos e relacionamento com o cliente são de responsabilidade do Social Media. Campanhas, pesquisas e interação com os internautas é de extrema importância.

Por mais que pareça simples, não é. Deve sempre haver uma preocupação quanto o planejamento visual da empresa, não podendo extrapolar limites ou desviar do foco necessário.

O Social Media deve se preocupar quanto a captação de áudio e qualidade dos vídeos, já que toda a parte visual é de sua responsabilidade. Este mercado muda o tempo todo, o profissional precisa estar sempre atualizado e procurar tirar o melhor da cada atualização. Se adaptar rapidamente a mudança é primordial.

Para fazer o trabalho direito, deve-se conhece todo o processo de venda da empresa. Procure conhecer cada detalhe do processo interno, desde produção até entrega. Com isso, o trabalho nas mídias ficará completo.

No meio de uma infinidade de mídias sociais é importante entender com qual faz mais o estilo da empresa. Os Blogs são WordPress, Blogger e Tumblr entre outros.  Microblogs são Twitter, Pownce ou Snapchat entre outros. Redes sociais é o Facebook, Instagram, Google + entre outros.

Quando se trata do Inbound Marketing, ter um blog é fundamental mas requer trabalho. É preciso ter comprometimento para postar diariamente ou semanalmente, de acordo com os princípios do SEO, a rotina conta pontos para que seu site fique no topo.

Sempre após publicar o texto, o ideal é lê-lo por inteiro, analisando cada detalhe em busca de um erro de português. Publicar um texto com erros tira a credibilidade da empresa, se houver tempo, é permitido convidar alguém de fora para ler, desse modo, é possível ter uma visão de fora apontando problemas.

Após a certeza da inexistência de erros, deve-se divulgar o texto. Em tempos de redes sociais, nunca foi tão fácil divulgar informações, por isso é preciso que depois de postar o texto, compartilhem ele nas redes, como Twitter, Facebook entre outros.

É interessante também divulgar em fóruns de discussão, pois estes são ambientes estão abertos a troca de informação. Mas pense bem na abordagem para o tema, tente ler as conversas anteriores e propor o texto como resposta de uma discursão ou aborde citando a relevância.

É interessante, ao decorrer do texto, citar outros posts que tenham relação com o tema. Dessa forma, o conteúdo ficará mais completo além de levar o leitor para outros textos do seu site. Redirecionar para outras páginas é um dos critérios do SEO. Comentar em posts de terceiros acrescentando informações é uma ótima forma de divulgar seu blog indiretamente, assim, demostra que sabe mais do que está ali.

Sempre que houver um comentário relacionado ao post é preciso responder. Desse modo se cria um relacionamento com o leitor e faz com que ele se sinta visto. O mesmo serve para as redes sociais e os fóruns, não deixe as pessoas falando sozinhas, não pega bem. Caso essa interação não aconteça, estimule. Criar enquetes, fazer perguntas e marcar amigos, todas essas opções são bem-vindas. Fica a dica o Social Media.