Aprenda a criar um canal no IGTV

#Passo 1: Abra o Instagram e toque sobre o ícone do IGTV, no canto superior direito da tela. Já na plataforma de vídeo, toque sobre o ícone da engrenagem;

Acesse o IGTV pelo Instagram (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Passo 2. Agora, toque sobre a opção “Criar canal” e, depois, em “Avançar”;

Criando canal no IGTV (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Passo 3. Avance novamente e, por fim, confirme tocando em “Criar canal”;

Criando canal no IGTV (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Passo 4. Para visualizar o seu canal, basta tocar sobre a sua foto de perfil, dentro da interface do IGTV. Por lá, é possível enviar vídeos para a rede social;

Visualizando o seu canal (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Novidade: Instagram TV

Esta é a nova plataforma de vídeos do Instagram que permite vídeos mais longos (de até 60 minutos).

O IGTV é acessado pelos dois aplicativos (pelo aplicativo do Instagram e o do IGTV) e, apesar de ter sido criado exclusivamente para o compartilhamento da nova modalidade de conteúdos, os conteúdos continuam disponíveis no Instagram.

No aplicativo original, o ícone do IGTV foi incluído ao lado do símbolo de Direct, que fica na lateral superior direita da tela inicial do app.

O que sabemos até agora é que a ferramenta é focada em usuários produtores de conteúdo que já atuam no Instagram e que antes não conseguiam divulgar conteúdos em tamanhos maiores. Os vídeos seguem as seguintes características:

  • Vídeos de até 1 hora de duração (anteriormente o Instagram só permitia no máximo 1 minuto) Observação: as contas grandes e verificadas podem carregar vídeos de até 60 minutos, mas devem ser carregados de um computador. Contas não verificadas podem utilizar vídeos de até 10 minutos;
  • O formato dos vídeos continuam verticais (reforçando a característica mobile e o modo mais usual de visualizar publicações do Instagram, assim como os stories);
  • Existe um aplicativo autônomo para a IGTV, mas também é possível ser visualizado dentro do Instagram;
  • Ao acessar o ícone da IGTV os vídeos começam a rodar automaticamente, não é necessário pesquisar os canais. Os vídeos a serem mostrados para você seguem duas lógicas básicas: sugestão de vídeos dos perfis que você segue e mais interage e os vídeos populares que o algoritmo julga que você tem mais chance de ter interesse, baseado nos perfis que você acessa.
  • A busca dos vídeos também existe: você pode deslizar para cima para descobrir mais – alterne entre “Para você”, “Seguindo”, “Popular” e “Continuar assistindo”;
  • Possibilidade de avançar e voltar o tempo do vídeo;
  • É possível curtir, comentar e enviar vídeos para amigos no Direct.

 

Como vender mais nas redes sociais?

Mesmo sem muito dinheiro para divulgação em rádios, outdoors e etc, ainda é possível vender utilizando apenas as redes sociais como, Instagram e Facebook. Nessas redes sociais você pode divulgar produtos e alcançar várias pessoas e ter muito resultado. Para essa divulgação e venda dar certo, só depende de você, que sozinha, já pode começar a divulgar.

Facebook: por ser a rede social com mais usuário no mundo, ela é excelente para divulgação e vendas online. Nela você pode criar a sua própria página e através dela vender seus produtos.

Instagram: o instagram é muito visado, o que lhe permite interagir com seu público em tempo real, pois eles visualizam seus produtos assim que você posta uma imagem ou vídeo, permitindo até que você faça uma venda em poucas horas e online.

Algumas dicas:

  • Conheça seu público alvo como, idade, sexo, região e preferências.
  • Faça um planejamento, comece com um post diário, cada dia focando em um assunto diferente, depois o desenvolva mais.
  • Não fique muito tempo sem postar, mostre que você se preocupa com a página.
  • Crie uma conexão com seu público, publique algo que os faça se sentir atraído, compartilhe boas histórias de clientes.
  • Depois de um tempo, aposte em outros redes sociais para divulgação como, YouTube, LinkedIn, Twitter, Pinterest e entre outras.

 

Por que investir em marketing?

Uma vez que um produto ou serviço tenham sido desenvolvidos, as empresas precisam fazê-los chegar até o consumidor. Essa é basicamente a função do marketing, e sem ele, uma organização não será capaz de desenvolver ações efetivas que lhe ajudem a cumprir seus objetivos comerciais com sucesso.

O marketing tem importância para qualquer modelo de empresa, de qualquer tamanho, em qualquer setor de atuação. Ele se faz presente em todas as ações da organização, dentro e fora dela.

O sucesso de um negócio muitas vezes se dá devido à sua reputação. Quando uma empresa atinge e supera as expectativas do público, sua reputação se consolida, e à medida que ela se expande, o negócio cresce e as vendas se ampliam consequentemente. O marketing é a área responsável por planejar e gerenciar os processos de negócio que permitem que a empresa construa esta boa reputação e gere valor.

A percepção de valor que um cliente tem de uma marca depende do marketing. Os clientes valorizam mercadorias com a qualidade que esperam e que sejam vendidos pelos preços que eles desejam pagar, e isso não pode ser definido fora de um bom planejamento de marketing.

Dicas de marketing do dia dos namorados para atrair clientes

Reunimos algumas ideias de como sua marca pode aproveitar o data do Dia dos Namorados para conquistar o público com campanhas de marketing acessíveis e amáveis.

1- Aumente o tráfego do seu blog com posts temáticos

Com posts sobre ideias exclusivas e românticas para celebrar a data, é possível aparecer em destaque nos resultados de pesquisa dos clientes apaixonados. Algumas sugestões são “as melhores surpresas para o Dia dos Namorados”, além de locais e experiências para a data.

2- Faça um e-mail marketing segmentado

Esta dica é para aqueles empresários que fazem a tarefa de casa como deve ser feita, aproveitando as informações valiosas dos cadastros dos seus clientes.

Primeiro, segmente os seus clientes em grupos. Para cada grupo, você vai enviar um e-mail marketing do Dia dos Namorados com uma oferta diferente.

Por exemplo, para um grupo você enviará dicas de presentes para os homens e para outro, dicas de presentes para as mulheres.

Ao segmentar os clientes em grupos, aumentam as chances das pessoas receberem e abrirem as mensagens que você envia. A chance é muito bem maior do que se você encaminhasse as mensagens para todo mundo, sem diferenciação.

Quando os clientes são impactados, por ações ou mensagens que não têm nada a ver com eles, a reação é de rejeição. Eles se incomodam com a sua comunicação e podem até bloquear o seu endereço. E daí fica bem complicado se aproximar deles e se relacionar com eles.

3- Use as mídias sociais para celebrar e compartilhar o amor

Utilize a página do Facebook para promover produtos, posts de blog, sorteios, promoções e até compartilhe histórias de amor dos seus clientes. O Instagram também é uma mídia social atrativa para aproveitar as tendências de pesquisas e hashtags.

4- Dirija as ações do Dia dos Namorados também para os casados

Casados são eternos namorados. Você já ouviu isso. No Dia dos Namorados, as pessoas que usam alianças são aquelas que mais repetem esse bordão e, consequentemente, também compram presentes. Então, não se esqueça desse público nesta data.

Na sua base de cadastros é possível separar clientes com estado civil definido como casado. Siga os passos da dica número 1 e envie ofertas pertinentes a esse segmento de público.

Dê dicas de presentes, conselhos de como agradar o companheiro ou a companheira no Dia dos Namorados, como sugestões de café da manhã. Há inúmeras formas de mimar quem amamos. E as pessoas amadas adoram ser mimadas.

5- Crie ações e brindes especiais no seu estabelecimento

Pode ser um chocolate, uma embalagem de presente, uma porta-retrato ou outro objeto customizado especialmente para o casal. O cliente sairá da sua loja mais feliz com uma lembrança da loja e para o amado, e vai querer voltar mais vezes.

 

Instagram

Instagram agora permite que você silencie outros usuários!

Como mostram as imagens do próprio Instagram, para silenciar um usuário basta pressionar o ícone de três pontos acima de uma das fotos e depois tocar em “Mute”, ou provavelmente “Silenciar” em português.

Na sequência, a rede social vai perguntar se você deseja silenciar apenas os posts ou os posts e as histórias.

Ou você pode fazer isso diretamente no perfil da pessoa indesejada clicando nos três pontinhos no canto superior direito:

O recurso será bastante útil para contas pessoais, caso a pessoa escolha não acompanhar um conteúdo por certos motivos, mas não quer se comprometer a deixar de seguir ou ainda bloquear alguém.

Perfis profissionais também serão beneficiados, principalmente aqueles que costumam seguir os clientes e acabam perdendo o controle do que realmente interessa no feed.

Como escrever uma boa Bio para o seu Instagram?

A Bio do seu Instagram é uma excelente forma de se apresentar e de ser encontrado. Ela vai resumir rapidamente quem é você (pode ser pessoa ou empresa) e por que as pessoas deveriam te seguir.

#1 Quem é você e o que faz?

Seja direto. Escreva quem é você ou do que se trata a sua empresa e o que você tem a oferecer para as pessoas.

#2 Como ou por que você quer ser conhecido?

A ideia aqui é mostrar como você quer se posicionar perante ao mercado. Seja direto e deixe claro como você gostaria de ser visto ou percebido.

#3 Qual seu slogan, mantra ou motivação?

Utilize o slogan da sua empresa, caso ela tenha um. Caso não tenha, procure focar nos diferenciais ou naquilo que motiva a sua empresa a fazer o que faz. Um bom exemplo disso é o conceito do Golden Circle do Simon Sinek, que com certeza pode te ajudar a repensar os porquês da sua empresa.

#4 Como entrar em contato com você?

Mesmo que você já tenha um perfil corporativo no Instagram vale a pena deixar a mostra seus principais canais de contato, ex: endereço de e-mail, telefone, endereço físico, etc.

Por que fazer isso se no perfil corporativo ele já apresenta botões (call to action) específicos para isso?

Inserindo essas informações diretamente na Bio, você aumenta a visibilidade dessa informação. Querendo ou não, ao utilizar os botões, os contatos da sua empresa ficam “escondidos” e não ficam aparentes ao primeiro olhar.

# Bônus: Link na Bio

Muitas marcas querem divulgar links em suas postagens do Instagram, mas esse recurso ainda não está disponível. Uma forma de contornar esse problema é utilizando o linktr.ee.

O linktr.ee é uma ferramenta gratuita que te permite divulgar apenas um link na sua Bio, mas que ao ser clicada exibe uma lista de vários outros links que podem ser gerenciados na sua conta.

O que é neuromarketing?

O neuromarketing é um campo novo do marketing que estuda as noções básicas da neurociência para ter informação sobre o comportamento do consumidor.

Este conhecimento, sem dúvida, traz uma melhora à gestão dos recursos e diminui os custos vinculados aos estudos experimentais, pois dispõe de mais conhecimento graças à contribuição da neurociência.

A neurociência tem alcançado nos últimos anos uma enorme importância em diversos campos de aplicação como consequência do progresso conquistado no conhecimento de nosso cérebro e do sistema nervoso em geral. Este estudo realizado pela neurociência sobre o comportamento do sistema nervoso permitiu a antecipação de condutas e, em um nível maior, compreender o complexo funcionamento de nosso cérebro.

Então, atento à necessidade de estar sempre um passo a frente quando o assunto é aumentar as vendas e elevar o “moral” de qualquer produto, o marketing levou em conta os benefícios da neurociência e criou uma pesquisa de mercado denominada neuromarketing.

Sabe-se que tanto as emoções como os mecanismos inconscientes são produzidos em nosso cérebro, por exemplo, apresentam um papel essencial na tomada de decisões e nada melhor que o neuromarketing para resolver essa questão.

Basicamente, o neuromarketing está baseado em certas medições físicas e mentais realizadas pela neurociência em diversos indivíduos. A partir disso, são estabelecidas conclusões determinantes sobre o comportamento das pessoas na hora de comprar ou manifestar interesse por determinado tipo de produto.

Em termos mais simples, o neuromarketing é uma ferramenta fundamental do marketing que compreende a tomada de decisões do consumidor no mundo dos negócios.

No entanto, vale destacar, que para ingressar na área do neuromarketing é necessário ter conhecimento nas áreas de marketing e neurociências.

Ficou interessado no assunto?! Deixe nos comentários!

Guest post, por que fazer?

Os benefícios de publicar guest posts

Já vimos algumas empresas questionarem os motivos de investir tempo na produção de conteúdo e publicar em outro site, gerando tráfego para ele ao invés de publicar no próprio blog e colher os frutos.

É sem dúvida um ponto relevante, mas que pode ser explicado por algumas vantagens:

Alcançar uma nova audiência

O trabalho para se formar uma comunidade e ter um bom número de pessoas ao redor da sua marca é árduo e os números costumam crescer lentamente.

Só que nesse período, existem outros veículos fazendo a mesma coisa e que já falam com o seu público. Escrever para um desses veículos é alcançar uma audiência nova, com grandes chances de chegar a pessoas que nunca ouviram falar da sua empresa antes.

Posicionar-se como autoridade

Estar presente em diversos veículos falando como especialista sobre determinado tema oferece um grande valor que é dar a você – e consequentemente sua empresa – a posição de autoridade.

É possível posicionar essa imagem na cabeça dos leitores e fazer com que seu nome venha à mente sempre que pensarem no assunto.

Conseguir bons links

Se tratando de SEO, receber links de outros sites é um dos principais fatores para melhorar o posicionamento orgânico.

Quanto mais links de qualidade sua empresa receber, maiores as chances de conseguir alcançar as primeiras posições do Google nas palavras-chave importantes para o negócio.

Publicar posts como convidados em blogs relevantes no mercado é uma forma garantida de receber alguns desses links.

Como conseguir a publicação

Há um processo que nem sempre é muito simples entre encontrar algumas opções e conseguir o ok para a publicação.

Por isso trazemos algumas dicas que podem aumentar suas chances:

Encontre bons alvos

O primeiro passo para publicar como convidado é escolher um bom blog ou portal.

Priorize aqueles que já possuem alguma relação com o seu tema ou que ao menos tenham um público interessado no seu assunto de domínio.

Acompanhe alguns experts do mercado nas redes sociais e veja as fontes de conteúdo que eles utilizam. Essa é uma ótima forma de encontrar bons veículos. Pesquisas no Google também podem ajudar a encontrar alguns resultados.

Há ainda um plugin do Google Chrome que indica página similares e pode ajudar a encontrar mais opções.

Feito isso, tente identificar se realmente vale a pena publicar nesse veículo. Veja qual a repercussão (compartilhamento em mídias sociais) dos últimos posts ou quantos seguidores o blog possui no Twitter e/ou Facebook.

Outra opção é usar o Open Site Explorer e medir a autoridade do domínio.

É possível fazer um processo milimétrico e identificar com grande precisão os veículos com maior benefício.

Tente construir algum relacionamento previamente ou procure contatos em comum

Não costuma ser muito fácil publicar em um veículo de qualidade, já que eles têm uma reputação a zelar e não podem confiar em qualquer pessoa que os aborda.

Por isso é muito importante iniciar o relacionamento antes de fazer o pedido para publicar. Tente começar esse contato por meio de comentários nos posts, emails ou mídias sociais. Também pega bem compartilhar conteúdo do site nas redes sociais de sua empresa.

Uma estratégia pouco valorizada, mas sem dúvida a mais efetiva é o contato presencial, em reuniões, cafés e eventos, por exemplo.

Por fim, outro caminho que funciona muito bem é ser indicado por algum contato em comum. Pode valer a pena procurar o editor do blog no Linkedin ou Facebook e verificar se compartilham alguma conexão por um amigo próximo.

Tenha um bom portfólio de conteúdo

Se sua empresa já tem um blog com bom acervo, fica muito mais fácil ganhar credibilidade e receber o ok para publicar.

O histórico mostra domínio do conteúdo, da forma coesa de expor ideias e da gramática, além de indicar se o tema é realmente atrativo.

É muito mais fácil você ser aceito se tiver um blog com conteúdo já publicado do que ainda não tiver começado.

Procure ter algo a mostrar de antemão

Quando não há uma relação próxima com o editor do blog e você for iniciar um contato para publicar como convidado, procure já descrever o tema e a estrutura do texto, mostrando comprometimento e conhecimento do assunto.

Enviar um briefing é muito mais efetivo do que apenas perguntar: posso te escrever um guest post?

Se o conteúdo for rejeitado, e isso pode acontecer por vários motivos como linha editorial, estilo ou formato, pergunte para o parceiro se tem algum tema que você poderia desenvolver para o blog ou envie algumas ideias de temas para que o editor avalie. O ideal é enviar no mínimo 3 sugestões.

Como escrever um bom post como convidado

Existem alguns aspectos importantes na hora de escrever um guest post.

Isso garante melhores resultados e principalmente um bom relacionamento com o dono do blog, que pode mencionar sua empresa e seu conteúdo mais vezes ou mesmo abrir outras portas:

Adapte-se à linha editorial do blog

É muito comum existirem grandes diferenças de abordagem entre cada blog e isso deve ser respeitado na hora de escrever seu texto.

Entre os itens mais comuns devemos observar:

  • Tema: é o mais importante. Não adianta tentar escrever sobre um tema que não é habitual no blog ou atrativo para esse público. Observe algumas postagens antigas, veja o que teve boa repercussão e tente trabalhar bem na definição de um assunto que agrade;
  • Conteúdo: além do tema, o próprio conteúdo deve se adequar. O público pode ser mais iniciante ou mais avançado no assunto e isso faz grande diferença no vocabulário e nas dicas dadas. O blog pode usar uma abordagem mais formal ou informal e isso também deve ser levado em conta no seu texto;
  • Formato do texto: tente identificar se o blog costuma escrever textos mais curtos ou longos, se utilizam imagens ou não, se são quebrados em parágrafos e usam subtítulos ou são blocos de texto maiores. Isso mantém a familiaridade para os leitores.

Escreva bom conteúdo, não propaganda

Só faz sentido para um blog aceitar textos se eles forem de qualidade, que eles próprios escreveriam se tivessem mais tempo ou mais conhecimento sobre o assunto.

Diversos blogs cobram como “publieditorial” quando a intenção é promover um produto ou serviço específico. Para publicar gratuitamente como convidado é preciso gerar valor, escrever textos interessantes.

Quanto maior a qualidade do seu texto e a probabilidade dele se destacar perante os leitores, maiores as chances desse leitor procurar conhecer mais sobre quem é você e o que faz.

Use os links, mas tenha cautela

Um dos maiores benefícios de publicar um post como convidado é ter o controle sobre o texto e isso inclui os links e seus respectivos textos-âncora.

É vantajoso usar links para páginas importantes da sua empresa e usar como âncora desses links palavras-chave que resumam bem o conteúdo. Isso, além de trazer tráfego para o seu site, vai ajudar essas páginas a estarem melhor posicionadas no Google.

No entanto, tome cuidado com o excesso de links ao longo do texto. Além de ser menos eficiente em SEO, também não costuma pegar muito bem com o veículo que abriu suas portas. Dá a impressão que você pode estar escrevendo apenas para se aproveitar, encher de links para conseguir tráfego.

É uma prática interessante equilibrar os links para o próprio site e para terceiros, já que isso demonstra um pouco de imparcialidade.

Existem alguns veículos que só permitem usar o link na assinatura. Procure analisar alguns posts antigos e ver qual é a política de uso do blog.

Facilite o trabalho do parceiro

Procure enviar o material em um formato que seja fácil para o editor do blog copiar e fazer a publicação.

Normalmente o Google Docs é o mais recomendado. Isso porque já inclui a distribuição de parágrafos, imagens, negritos e permite que o editor possa fazer comentários a respeito de alguns pontos que precisam ser mudados, facilitando o feedback.

Devo publicar guest posts de parceiros no blog da minha empresa?

Agora vamos falar do inverso.

O blog de sua empresa já recebe posts de convidados? Os guest posts são excelentes conteúdos que você pode usar para publicar em seu blog.

Mais do que um conteúdo a mais, é uma forma muito valiosa para sua empresa manter um relacionamento com parceiros. E também de garantir uma troca de conteúdos para que as duas empresas atinjam novas audiências.

A vantagem aqui é que você não precisa gastar esforços na produção do conteúdo, pois outra pessoa fará isso.

Importante alinhar sempre o tema e a linguagem do guest post antes do parceiro começar a escrever. Isso é fundamental para que o post esteja de acordo com os padrões de seu blog. Fazendo isso, você não terá o retrabalho em edições exaustivas.

Caso o parceiro já envie alguma primeira versão que esteja desalinhada com a proposta de sua empresa, dê um feedback explicando a situação e solicite um novo tema.

E ai, pronto para fazer seu guest post? Deixe seu comentário!

 

Estratégias criativas para o Instagram

Em primeiro lugar, Instagram é fácil de usar, que é uma grande vantagem. Além disso, (ainda) não é tão ad-driven como o Facebook, tornando-se uma opção mais amigável para aqueles que preferem gastar no marketing orgânico. E como o Instagram é visual, a atenção captura de alguém é muito mais fácil do que no Facebook.

Reunimos várias ideias que vale a pena considerar no Instagram. Dê uma olhada:

  1. Escolha um tema – Ou seja, desenvolva um plano para os tipos de coisas que você posta. Com a implementação deste tipo de estratégia, você terá uma conta mais orientada ao invés de uma que publica de tudo. Escolher um tema pode se basear em torno de sua mensagem central, ou relacionar a um tópico que você está promovendo. Ele também pode ter uma cor. Seja qual você escolher, deixe seus seguidores (e potenciais seguidores) saberem o que podem esperar.
  1. Escreva uma bio – Embora seja óbvio que você tem que ter uma, é uma boa ideia orientar um padrão em sua bio. Escolha mensagens que definem você como um especialista e dirigem a atenção para o que você está promovendo, e que em última análise, pode ajudar a impulsionar o tráfego para seu site.
  1. Coloque seu site – Verifique se o seu site é otimizado para navegação móvel já que a grande maioria dos usuários do Instagram são em dispositivos móveis. E, o URL deve estar na sua bio, mas também deve aparecer em cada post, tanto como uma marca d’água e ou na descrição ou comentários!
  1. Utilize imagens simples, mas significativas – A pessoa média se distrai em 8 segundos, por isso é importante agarrar o seu público rapidamente com imagens claras e significativas que não exigem muito pensamento. Elas devem ser interessante, convidativas e simples. Como a maioria dos usuários são móveis, existem algumas limitações de tela, certifique-se de que as as imagens são ideais.
  1. Imagens personalizadas – Depois de ter encontrado imagens que trabalham para você, você vai querer personalizá-las com algo para tornar a imagem a sua própria. Talvez um título do produto, uma citação de alguém famoso, uma revisão do produto simples ou até mesmo um teaser / promo para um anúncio. Independentemente de como você personalizá-la, não se esqueça de incluir o seu logotipo e / ou URL para que, caso sua imagem saia do Instagram, seus fãs podem encontrá-lo facilmente.

Com um pouco de estratégia, criatividade e algumas ótimas fotos, você vai ver que pode aumentar seus resultados no Instagram.